terça-feira, 15 de maio de 2012

Forks over Knives (Troque a faca pelo garfo)




O primeiro documentário vegetariano que concordo integralmente.
A maioria dos livros e vídeos vegetarianos aborda a crueldade animal e mostra que realmente uma dieta sem derivados animais é mais saudável, mas todos passam ao largo dos problemas causados pela soja, farinha branca, açúcar refinado, alimentos industrializados e processados.
É como se houvesse uma mensagem indireta "já que não estamos comendo carne, leite e ovos, pelo menos que possamos cair dentro de sobremesas, frituras, bebidas prontas e o que mais quisermos".
Forks over knives aborda a questão como se deve, focando no consumo de vegetais e grãos integrais, mostrando que não só é mais saudável, como também mais sustentável.

Durante muitos anos, andei com um enorme grupo de veganos e sempre ficava impressionada como comiam mal, não falavam de outra coisa (veganismo e libertação animal num mundo cruel), mas não havia a menor consciência sobre pelo menos o açúcar e os conservantes. Sendo vegano, estava valendo até plástico.
Moças veganas com filhos pequenos dando às crianças danoninhos industrializados de soja, pão francês com patês industrializados veganos e até linguiças de glúten envoltas em plástico biodegradável, afinal era melhor do que comer a pele da linguiça convencional (em tripa).

O Forks over Knives é o primeiro filme a criticar a indústria do fast food e à produção de lácteos sem mostrar cenas de matadouros ou sofrimento animal, como corajosamente o fazem os filmes da Libertação Animal, que por outro lado pecam por não abordar a toxidade da soja e da indústria de conservantes e processados.
Não é tampouco um filme como o "Super Size me", é mais abrangente, contemplando pesquisas em diversos países e mostrando a relação direta de câncer e AVC à alimentação.
Você vai encontrar muito da Terapia de Gerson nesse filme, com a vantagem de mostrar que a alimentação vegetariana integral é para o dia a dia, para triatletas, lutadores de MMA e bombeiros - todos eles estão no filme também - e não apenas uma dieta curativa-preventiva, como de fato é a de Gerson.

Em tempo, o documentário e seus médicos mostram que mesmo os derivados animais produzidos organicamente são insustentáveis e nocivos ao meio ambiente e à saúde humana. O que só comprova o que venho martelando há 3 anos nesse blog modesto, que mel, carnes, peixes, aves, ovos, manteiga e queijos são artigos de luxo para ocasiões raras ou mesmo nunca, dependendo do comensal.


Site oficial (com receitas): Forks over knives

Site oficial das receitas de quem trocou a faca pelo garfo: Forks over knives - Recipes



Outros filmes abordando a mesma questão de outra ótica:
Simply Raw
Terapia de Gerson
Libertação Animal
Dois filmes sobre o McDonald´s: "Super Size Me" e "Uma jornada criminosa"



Mais informação:
Soja é desnecessário
O mundo é o que você come
Leites Vegetais x Leite animal
Mel de abelhas x Melado de cana
Mamãe não passou açúcar em mim
Carnes orgânicas, o quê e como comer
O mar não está para peixe: Slow Fish ou o fim da linha
"Qualquer pessoa pode viver toda vida sendo vegetariana"
Neurocientistas de todo mundo assinam manifesto reconhecendo consciência em animais

6 comentários:

Fábio disse...

Oi, Carol!

Que bom que gostou, também fiquei impressionado com o conteúdo e qualidade do Fork Over Knives. Eu era vegetariano basicamente pela questão ética e ganhei uma nova causa: saúde! Estou aos poucos virando um vegetariano integral.

Este doc fez Ozzy Osbourne e muitas outras celebridades se tornarem veganas. Está ficando comum sair na mídia uma nova celebridade 'convertida' pelo filme! Acredito que este doc possa causar uma silenciosa e pacífica revolução.

Agora, mudando da água pro vinho: Você já ouviu falar sobre dieta paleozóica? Tem opinião a respeito? Eu sei que vai contra o que a gente acredita que é certo, mas os argumentos não são ruins.

Abraço!

Damares disse...

Oi, Carol

Nossa, que ótimo esse documentário! Me deu animo para continuar a investir na minha dieta e de lutar pelos hábitos já alterados! Muito bom, mesmo.

Bjos,
Damares

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Fabio,
achei maravilhosa por ser uma dieta básica: come-se o que tem à mão para pegar.
Engraçado, vc só faz comentários muito inteligentes, é o primeiro vegetariano de mente aberta que conheço. Parabéns

Vou pesquisar melhor essa paleodieta e escrever especialmente sobre isso, vale a pena.


Oi Damares,
tb amei o vídeo, achei uma baita injeção de ânimo.
Segue firme, é isso aí.

Bjs
Carol

Bruna disse...

Baixar o Documentário - Troque a Faca Pelo Garfo - http://mcaf.ee/txs90

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Valeu pelo link, Bruna

brunaabora disse...

Baixar o Documentário - Troque a Faca Pelo Garfo - http://mcaf.ee/txs90