terça-feira, 13 de setembro de 2011

Kefir e Iogurte

O meu favorito em kefir é o mais simples, em água pura, que bebo como limonada pingando meio limão galego orgânico. Até por não comprar mais refrigerantes e sucos, por causa da hidropirataria, embalagens e químicos, então faço da limonada de kefir minha bebida de todo dia. Adoro e é muito digestivo.


Para fazer o kefir de água:

Junte 2 colheres de sopa de sementes de kefir em água pura. Muita gente usa água mineral. Eu não uso, acho perda de tempo devido à má qualidade da água mineral comercializada por aí. A água mineral vendida atualmente é a água da torneira adicionada artificialmente com os sais minerais, já que as fontes secaram, e armazenada em plástico.
Quando retirar o kefir do vidro (armazenado na geladeira), use colher de pau ou cerâmica, nunca de metal.
Adicione 1 colher de sopa de rapadura às sementes e cubra com 1 litro de água. Quanto mais rapadura, maior a fermentação e pode até ficar alcóolico se usada grande quantidade.

O álcool nada mais é do que o açúcar encontrado na cana, milho, agave, malte, arroz, beterraba e afins devidamente fermentado. Repare que toda bebida típica é feita a partir do açúcar natural e local daquela região específica: aguardente de cana, tequila de agave, Jack Daniels de milho, whiskey de malte, saquê de arroz, etc.

Há quem prefira seu kefir de melado orgânico e até caldo de cana, ambos funcionam bem e inclusive fermentam mais, mas eu sempre uso rapadura pela praticidade de armazenagem e pelo custo, um tijolão de 600grs, que dura meses na minha casa, custa R$3,00.
Não use açúcar mascavo, o mascavo original é a rapadura ralada, o mascavo atual é pelo menos 50% de sacarose refinada escurecida com um melado vagabundo, um produto industrializado e adulterado.

Deixe fermentar por 12, 24 ou 48hrs. em vidro ou pote de cerâmica bem vedado - eu sempre deixo 48hrs, gosto mais do sabor.
Após esse período, coe as sementes e as armazene em um vidro na geladeira, assim como o kefir resultante da fermentação, que você vai beber.

Importante:
1. O kefir só fermenta fora da geladeira, o frio serve justamente para interromper o processo. Se estiver muito quente, nos meses de verão, a fermentação ocorre em menos tempo obviamente;
2. O kefir não fermenta em recipiente metálico, mas não use plástico para armazenar líquidos, o bisfenol-A mata e está sendo banido de muitos países;
3. O kefir, se fervido, perde as propriedades.


Veja melhor abaixo:

3 colheres de sopa de rapadura picada, para fazer 3 litros de kefir:



3 vidros com capacidade de 1,5 litros com as respectivas sementes:



As sementes com o mínimo de água, natural do processo de armazenagem e conservação:



Os vidros com as sementes e sua porção de rapadura:



Os 3 vidros com as sementes, a rapadura e a água necessária para fermentar:



As sementes armazenadas na geladeira junto do kefir já fermentado:





Digamos que você tenha poucas sementes e precise doar, ou mesmo queira aumentar a quantidade da sua cultura sem precisar beber o líquido.
É simples, basta fazer uma fermentação intensiva, com pouca água e muita rapadura, sempre pelo maior período possível (48hrs).

Veja melhor abaixo:


A proporção de água diminui:




Digamos então que você precise enviar o kefir pelo correio para alguém de outra cidade-estado.
Igualmente fácil,  basta acondicionar a cultura com o mínimo de água possível num pote para exame de urina, envolver tudo em muito plástico filme, enrolar um elástico na tampa e usar um envelope plásico vendido em qualquer agência bancária. O custo total de compra do material e taxa de envio dos correios fica em R$15,00 e o comprador interessado deve fazer sempre o depósito na sua conta antes do envio.
Não aproveite para ganhar um "dinheirinho" com isso: kefir não se vende, se doa.




As variações acerca do tema:

Para fazer kefir de uva, com gosto de vinho tinto e que dá "barato"!
Quanto mais rapadura e tempo de exposição, maior a fermentação e logo, maior o pileque.
Pode ser feito igualmente com qualquer suco de fruta, os mais gostosos são de manga, maçã, melancia e maracujá, mas o legal de fazer em uva é justamente a transformação do suco em bebida fermentada que lembra muito um vinho, uma sangria de kefir de uva deve ser a melhor bebida para uma noite de verão.

1 garrafa de suco no sabor escolhido, não tinha suco orgânico, usei um convencional de R$9,00. Mas pode ser feito com sucos caseiros, fica ainda melhor.
1 vidro de boca larga (ou garrafa) com as sementes e rapadura.
Use as mesmas quantidade sugeridas para o kefir de água: 1 litro de suco para 2 colheres de sopa de sementes em 1 colher de sopa cheia de rapadura.

A cultura fermentando no suco de uva, 1 sementinha de kefir já boiando no alto:






















A receita deu certo e eu parti para uma quantidade maior, diluindo o suco original (muito concentrado) em água para render mais. Quem comprar suco de uva engarrafado, pode diluir pela mesma quantidade de água (1,5lt de suco + 1,5lt de água), assim terá 3 litros de kefir de uva por menos de R$10,00.
Mas com menor quantidade de suco (frutose), aumente a de rapadura.
Tente deixar fermentar por pelo menos 1 semana, o ideal são 15 dias, assim você notará a fermentação alcoólica. Deixe num pote com muita folga para não estourar se deixar sua fermentação por período superior às 48hrs habituais.

Kefir é uma forma de fermentação e como toda fermentação, produz gases que, se represados, podem explodir o recipiente. Sempre deixe pelo menos 1\3 de espaço e, fermentando (forma nata), retire a tampa e cubra com um pano para respirar. Normalmente a nata da fermentação se forma no terceiro dia. Veja o passo a passo de um refrigerante de kefir que explodiu na postagem Refrigerante caseiro



Nas redes de relacionamento e egroups do assunto, há uma divisão clara entre o kefir de água e o kefir de leite. Eu já vi os dois e digo que são as mesmas sementes, apenas cria-se a diferença para facilitar a doação aos interessados e porque uma cultura fermentada em leite geralmente contamina culturas futuras em água (ou suco).

Na verdade, eu sou contra consumo de leite, até porque já se come muito queijo, e se observarmos o homem é o único animal que mama a vida toda, mama após ter dentes e pior, mama até de outras espécies.
Se estiver com paciência e quiser pesquisar as receitas daqui do blog disponíveis no marcador "gastronomia", vai observar que todas são em leite de coco, leite de castanha do Pará (ou amêndoas) e leite de pinhão, todos caseiros e sem soja. Para quem busca uma receita de creme de leite, há o creme de arroz ou aveia, justamente na postagem sobre soja linkada abaixo em "Mais informação".

Para beber leite convencional, cheio de hormônios e antibióticos, além do pus das tetas de vacas que sofrem oficialmente de mastite, acho mais jogo beber água. Mais jogo para o meu organismo e para o bem estar das pobres coitadas das vaquinhas, que não têm nada com isso.
Decidindo partir para o kefir de leite, encomende um bom leite orgânico e consuma com parcimônia. O litro do leite orgânico está custando R$4,80 na lojinha natural do meu bairro.



No kefir de leite, o processo tradicional ensina apenas a adicionar as sementes do kefir de leite ao leite coberto por um pano e deixar de um dia para o outro, tomando o leite fermentado naturalmente na lactose pela manhã.

Com a louça da casa ajudando a escorar:






















Como não sou fã de leite puro, principalmente em jejum, pensei em fazer algo na linha do Yakult japonês, mais intenso e adoçado.
Então adaptei o kefir de leite à cultura intensiva do kefir de água, assim:

As sementes em rapadura e leite por cima:


Fiz uma versão menor em copo de 350ml, porque realmente não sou muito fã de leite.
Como copos não vem com tampa, usei plástico filme para cobrir e vedar, é interessante porque você observa que o plástico estufa em menos de 12hrs.
O kefir de leite, mesmo pelo meu método intensivo com rapadura, fica com sabor muito forte e avinagrado se fermentado por mais de 24hrs.

Kefir de leite não é iogurte ou coalhada, não endurece, lembra mesmo é o Yakult, cujo nome em português é nada mais do que leite fermentado. Com rapadura, como fiz nas fotos, é mais palatável.





Uma conhecida está fazendo kefir de iogurte orgânico, sugeriu que eu fizesse e, para quem não vive sem, vale tentar, é mais gostoso do que o kefir de leite. Imagina um iogurte fizz, "achampanhado" e meio rascante (brut)? É isso!


Confesso que estou tentada a fazer kefir de leite de coco caseiro, imagino que seja surpreendente, deve lembrar uma bebida alcóolica do tipo "Malibu", ideal para misturar ao abacaxi maduro e fazer Pina Colada adoçada com melado de cana, tudo antilhano e caribenho.





Para quem nunca fez iogurte natural em casa, mostro abaixo a maneira mais fácil, usando a receita tradicional de coalhada fresca:

Junte à 1 litro de leite fresco, 1 copo de mais ou menos 200ml de iogurte já pronto (industrializado ou originário de fermentação anterior).
Cubra com um pano e deixe fermentar em temperatura ambiente de um dia para o outro, mais ou menos 12hrs. 
Se estiver frio, acomode em um isopor destampado dentro do forno desligado ou envolva em um cobertor e guarde no armário.
No calorão do Rio de Janeiro, basta deixar em cima da pia coberto por pano de prato.

Algumas pessoas fervem o leite antes, eu já fervi e já "esqueci", não notei a menor diferença. Mas observe que se ferver, vai ter que esperar o leite esfriar até ficar pelo menos morninho antes de juntar o iogurte, justamente para o excesso de calor não matar as bactérias benéficas responsáveis pela fermentação natural.

Se o leite não for pasteurizado, mas cru (fresco e original), não precisa nem ferver. Há quem faça a coalhada de leite cru sem sequer adicionar o iogurte, deixando direto "dormir" por 24 a 72hrs coberto pelo pano, para fermentar naturalmente pela ação do ar. Mas com leite pasteurizado não funciona, tem que seguir o ritual descrito acima juntando o iogurte.











Primeiro processo: 1 litro de leite orgânico pasteurizado (industrializado) + 1 copo de iogurte industrializado (não encontrei do orgânico)






Segundo processo: o restinho do iogurte caseiro de fermentação natural da semana anterior (que pode ser orgânico ou não) + 1 litro de leite de caixinha pasteurizado (não orgânico) protegido das formigas em recipiente com água embaixo (nada a ver com a fermentação)








Se quiser a coalhada seca dos restaurantes árabes, deixe sua coalhada úmida escorrendo numa peneira por pelo menos 2hrs. Algumas pessoas deixam a coalhada úmida dentro de um pano e o amarram na torneira da pia, para escorrer numa bacia dentro da mesma. Eu tenho um pouco de nojo de comer um creme de leite retirado de um pano molhado, ficar raspando colher entre as tramas de um tecido e até do ranço que vai ficar no pano de prato, já que sou eu quem lava tudo, prefiro então usar uma peneira.
O ideal são 4hrs e salve o soro que escorrer, rico em nutrientes, pode ser batido com qualquer fruta ou mesmo virar um kefir de soro de iogurte se devidamente fermentado.


A coalhada seca com ervas finas, sal grosso e azeite extra-virgem aromatizado com tomilho, quase um boursin:





Você viu acima como fazer kefir de água, kefir de uva (com gosto de vinho), kefir de leite puro, kefir de leite adoçado com rapadura, kefir de iogurte, kefir de soro de leite (para aproveitar as "sobras"), coalhada úmida em iogurtecoalhada seca, mas não viu como fazer um iogurte de kefir.
Se o kefir de iogurte se faz deixando a cultura probiótica fermentar no iogurte já pronto e o iogurte se faz deixando o leite fermentar com um pouco do mesmo iogurte já pronto... como seria se pegássemos o kefir de leite fermentado e deixássemos de um dia para o outro com as 2 colheres de iogurte natural regulamentares da receita tradicional de iogurte-coalhada, como seria esse sabor de 2 fermentações distintas?

Eu fiz o iogurte natural a partir do kefir de leite (iogurte de kefir) e garanto que é uma surpresa, o sabor é muito forte, o vapor que sai quando se levanta o pano no dia seguinte já mostra a que veio aquele creme branquinho aparentemente tão inofensivo. Se não for louco por iogurte, coalhada e kefir, não vale muito a pena, até porque você só vai conseguir consumir batendo no liquidificador com alguma fruta e adoçando.

custo total dessa brincadeira toda ficou em R$20,00




Para fazer creme de chantili, geralmente obtido a partir do creme de leite fresco convencional, apenas substitua o creme de leite fresco pelo seu iogurte natural de fermentação caseira obtido a partir de leite orgânico na garrafinha de pressão. O melhor chef do mundo faz assim, responsável pelo melhor restaurante do mundo, El Bulí, chama seu invento de espuma de iogurte. Lindo, aerado e fácil de ser feito - acompanha qualquer prato doce ou salgado.: Chantilly de yaort em francês




Caso você goste de fazer os 02 principais tipos de kefir (leite e água), procure manter 2 potes distintos na geladeira, não contamine uma matriz de sementes com outra cultura. O kefir de água presta-se a mais usos e deve sempre ser preservado, mesmo por quem só consuma o kefir de leite, afinal pode vir a ser necessário um dia. Em tese, as sementes do kefir de leite contaminam as do kefir de água, mas o contrário não ocorre, daí a necessidade de preservar a pureza das mesmas.
Entretanto, você pode não ser um purista e simplesmente lavar suas sementes em água corrente devidamente seguras por uma peneira, salvar tudo no mesmo pote e seguir em frente. Funciona para muitos.




Algumas pessoas seguem a linha de Nina Planck e Sally Fallon e fermentam grãos, como feijões, de um dia para o outro com o soro residual do iogurte. Tampouco acho válido, se tiver soro de leite em casa, beba e não desperdice um produto caro em todos os aspectos, humanos e ambientais. Se gosta de grãos fermentados de véspera, use kefir de água concentrado, garanto que vai fermentar bem mais.
E todo grão deixado de molho em água pura, com ou sem uma cultura probiótica, tende a fermentar naturalmente. Feijões orgânicos deixados de molho por 24hrs chegam a dar brotos e formar espuma na superfície.
Na minha opinião, o que realmente elimina gases de feijões, além de deixá-los de molho por pelo menos 12hrs, é dispensar a primeira água da fervura. Ferver, escorrer, lavar no escorredor de arroz-macarrão e levar de volta à panela com nova água para então cozinhar normalmente. Muito daquela espuma toda que se forma quando o soro de leite é adicionado, é a fermentação natural do leite em ambiente externo e não controlado, não sendo relacionada necessariamente aos feijões.




Para lembrar sempre: Armazene num pote com muita folga para não estourar se deixar sua fermentação por período superior às 48hrs habituais. Explode que nem bomba e o vidro estilhaça nas paredes da cozinha. A postagem Refrigerante caseiro mostra uma cajuína que explodiu.


Cuidado! Muita rapadura vem contaminada com lixo: O lado duro da rapadura


Cães? Tá liberado!
Cães também bebem kefir!



Para receber e doar sementes, escreva para o egroup: fazendo_kefir@yahoogrupos.com.br, torne-se membro e imediatamente receberá uma lista de doadores de kefir por cidade brasileira.
Adoraria,  mas não posso doar a todos que entram aqui. O egroup funciona bem e o mais bacana é poder aumentar essa comunidade de trocas. Torne-se doador também.



Mais informação:
Rapadura
Smoothies
Refrigerante caseiro
Soja é desnecessário
Leites Vegetais x Leite animal
Mel de abelhas x melado de cana
Panela velha é que faz comida boa
Orgânicos podem ser mais baratos
A Feira de Orgânicos do Flamengo
Os prós e contras do agave orgânico
Os perigos do plástico à nossa saúde
Azeites extra-virgens orgânicos e aromatizados em casa

82 comentários:

sylribeiro disse...

Carol, essa postagem é dez!
Adorei, beijos!

Giuliano Lemes disse...

Excelente Artigo!!! Muita informação que não se acha em lugar algum, muito obrigado por compartilhar.
Uma pergunta: Uma vez tentei "adaptar" meu Kefir de leite para agua, usei açucar mascavo, mas eles não resistiram depois da 2 ou terceira coagem, tem alguma dica para esse processo de adaptação?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Giuliano,
as vezes eu acho que as sementes não murcham, mas que a produção do kefir de água é realmente mais fraquinha mesmo, até pela ausência de gordura, lactose e açúcares naturais do leite. Tudo que é lácteo fermenta muito mais, naturalmente. Quando suas sementes estiverem meio caídas, faça uma fermentação intensiva: pouca água, muita rapadura, maior prazo possível. Vá fazendo sempre, veja como se comporta... Na pior das hispóteses, apareça por aqui e peça umas sementinhas que eu te mando com maior prazer ;-)

Feira Moderna & Orgânicos disse...

Valeu a citação do meu nome! O post ficou ótimo! Bjs

Anônimo disse...

Amei a postagem e fiquei louca pra ter o kefir. Já tentei aqui em SP através do blog "Crianças na Cozinha..." mas não obtive resposta. Você conhece alguém em SP que poderia me ajudar?
Bjs.

Ana Maria

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Ana Maria,
eu posso te enviar. Escreve para meu email: caroldaemon@gmail.com

Abs

N disse...

Carol.... fiquei louca com esse post. Eu não conheço o Kefir, apesar de ter ouvido e lido tantas vezes!

O que eu quero saber é se conhece alguém aqui de Niterói que possa me fazer doação...

Outra dúvida: semente? porque se fala em semente de Kefir...o que é Kefir, afinal? rs... te falei que fico conversando com os seus posts, não é mesmo?

E os benefícios? Vi no come-se que ela utiliza em seu café da manhã sempre. Eu também preferirei com água já que não consumo leite por anos...

Ia te mandar e-mail, mas achei que por aqui poderia ajudar outras pessoas, confusas como eu!

Bjocas
Níssia

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Nissia,
vou aí em Niteroi só para te entregar, adoro a sua terra. Não conheço Itacoatiara, acredita???

Bjs
Carol


ps: me aguardem, descongelei o leite de coco caseiro do freezer hoje de manhã cedinho antes de sair de casa.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Pessoal, eu incluí alguns comentários sobre a qualidade do leite encontrado por aí (hormônios, antibióticos e mastites de tetas de vacas), tb falei da diferença leite cru x pasteurizado e ainda coloquei mais um parágrafo sobre fermentação alcóolica e os pilequinhos respectivos.

Bjs

Eraldo disse...

Carol
Boa tarde
Grande iniciativa a sua!!!
Já coloquei nos meus favoritos
Eraldo

arte em aluminio disse...

Oi Carol ,sigo seu blog e acho o máximo.
Tenho uma pergunta sobre o kefir .
Quem está com diarréia e tomando remédios , pode consumir o kefir de àgua , que vc acha.
ABÇ , MÁRCIO.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Olá Marcio e Eraldo, obrigada!


Sobre a diarréia: boa pergunta.
O kefir é um probiótico natural, uma cultura celular que se multiplica e realmente repovoa floras devastadas. Nós temos a visão que iogurtes artificiais com lactobacilos repovoam a flora das pessoas, mas pode ser um tiro no pé, pois a cultura dos "activias" leva à dependência no produto (como a maioria dos laxativos).
A diarréia é uma reação natural do organismo em expulsar o que deve sair de forma mais acelerada. Não acho que ninguém deva "morrer" no banheiro todo dia, mas tampouco vejo com bons olhos essa tendência a entupir de banana (ou remédio) quem acordou mais solto um dia.
Se o corpo está eliminando uma feijoada que caiu mal, as vezes até por estar meio "passada", cabe esperar e aguardar. Eu continuaria bebendo o kefir, não para estimular a diarréia, que vai seguir seu rumo, mas para garantir que minha flora continuasse povoada após tamanho ataque ácido.

Agora, em casos de diarréias persistentes (o dia todo, mais de um dia, etc), eu entraria na banana, maçã, arroz integral e sim, kefir - sem leite, para não dar mais gases ainda na vítima.
E muita água sempre, para não desidratar.

Outro alimento conservado excelente para esses casos é a ameixa umeboshi, uma conserva japonesa, que realmente combate diarréias e até disenteria.
Ainda não inventaram coisa melhor para quem acorda de ressaca.

Sobre o iogurte, tenho uma experiência válida com ele:
Tomei antibióticos em função de uma cirurgia e minha flora vaginal ficou devastada, os antibióticos mataram as bactérias invasoras do pós cirúrgico, mas tb as benéficas de parte do meu organismo. Curei-me com muito iogurte natural, segui o conselho do médico para o antibiótico, mas combati seu efeito colateral sem remédio algum.

Espero que te ajude.

Abs,
Carol

MaFê Senger disse...

Oi, Carol,

aqui na cidade pequena todo mundo macaqueia os avanços sem questionamento, difícil encontrar rapadura... Pode usar o que, no lugar (pode ser em ordem de menos estrago para o mais estrago)e em que quantidade?

Quem for 'do mal' e usar açúcar 'batizado' vira sapo? Mata o kefir?

Sobre flora devastada, sempre tento negociar o antibiótico com médico ou dentista. Por vezes, dá certo e recebo outra alternativa,levando em conta que meu sistema imunológico é forte-forte-forte.

BeijOM,

Anônimo disse...

Olá Carol, você disse que encontra leite orgânico perto da sua casa, no Rio. Gostaria de comprar leite não industializado e orgânico, já que fica mais difícil encontrar um de uma vaquinha conhecida e que só pasta. Moro em Copacabana. Você poderia me dar o endereço. Obrigada, Denise.

MaFê Senger disse...

outra coisa:

tem de dar banho nos bichos todo dia?
Quem viaja faz como, leva um punhado de bichos na mala e vai lavando?

BeijOM,

arte em aluminio disse...

OI CAROL ,valeu muito sua dica ,muito obrigada.
Márcio .

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Mafê, seguem os substitutos seguros da rapadura: melado, caldo de cana, agave, malte, frutose, mel de abelhas, açúcar de coco (não existe no BR), maple, amazake e até suco de fruta concentrado feito em casa a partir do suco natural fervido até reduzir pela metade (evapora a água e sobra a frutose). Dá uma lida:
http://caroldaemon.blogspot.com/2011/06/adocantes-naturais.html

O mascavo não "mata" o kefir, mas a sacarose é ácida e a fermentação vai ser muito menor, além de aumentar a ingestão de açúcar da própria pessoa.


Não precisa lavar as sementes!
Só quem fez algum kefir com sabor, como uva ou leite, e queira reaproveitar as sementinhas para fazer outro sabor ou água.
De resto, não precisa lavar nunca, é só coar e armazenar na geladeira, como na foto.

Beijoca :-)

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Denise,
eu comprei o leite orgânico na Grão Integral em Laranjeiras, mas precisa ligar antes e encomendar. Acho que eles entregam.
Segue o site da loja:
http://graoint.dvr99.org:8080/graointegral/index1.php

No mais, veja se precisa tanto assim de leite, orgânico ou não, o kefir de água, suco e até leite de coco caseiro são tão mais gostosos e afins com a nossa natureza. O leite foi "projetado" para bezerrinhos de 800kgs, chifres e corpo revestido de pêlos.

Bjs
Carol

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Pessoal, fiz o kefir de leite de coco caseiro, igualzinho ao de água, com rapadura, etc.
É o melhor de todos, vc não consegue parar de beber. É um tônico de coco, parece uma bebida caribenha, uma coisa!
E o kg do coco ralado (ou em flocos) nos empórios a granel, custa menos do que uma garrafa de refrigerante!

H A R R Y G O A Z disse...

Have a SUPER weekend !

MaFê Senger disse...

Dia, Carol,
pessoas,

faço iogurte com o bicho(=fermento) que compro na farmácia. Dá um iogurte com melhor sabor e textura, segundo o yogurteiro aqui de casa, e fica bem branquinho. Também é mai$ caro que o semeado com iogurte do potinho.

Dá para colocar a tigela protegida por um guardanapo dormindo no forno (tanto com a mistura com as 2 colheres de iogurte de potinho quanto com a mistura comos bichos da farmácia) durante a noite (fica de 8 a 12 horas.Não me lembro de ter precisado de mais tempo que isso, mesmo quando morei no Rio grande do Sul, em qualquer versão: leite integral com semente do iogurte do potinho, leite integral 'soltin' no tempo,leite pasteurizado com semente do iogurte do potinho,leite pasteurizado com bicho da farmácia. Acho que faço coalhada/iogurte faz uns 30 anos...). De manhã, tem iogurte/coalhada pronta. Quando está frio,pode dar uma ligadinha no forno para os lactobacilos pensarem que o verão voltou, e que com toda a 'comida' disponível,é hora de fazer uma festança,:-).

Não gosto de fazer coalhada deixando o leite 'solto' no tempo, sem escolher os bichos que vão fazer o leite fermentar. Sabe lá o que pode sair, cada vez pode ter uma colônia de bichos diversa...

BeijOM,

Giuliano Lemes disse...

Oi Carol,
Ainda é cedo pra comemorar, mas a sua idéia de fazer uma fermentaçào intensiva com muita rapadura deu certo. No meu caso usei o mascavo mesmo 8 colheres com pouca agua, nas duas primeiras vezes, agora já abaixei pra 6, mas vou esperar eles aumentarem mais pra colocar mais agua. A rapadura tá muito cara aqui realmente não dá! 6,50 no zona sul. Obrigado pelas dicas

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Giuliano, desculpe a curiosidade, mas onde vc mora?
Ando pasma com essa dificuldade em encontrar algo simples e tipicamente brasileiro como rapadura... Nos empórios orgânicos, tipo Casa Pedro, aqui no RJ, a rapadura de 600gr é R$3,00. Na feira de São Cristóvão, o centro de tradições nordestinas, o custo é o mesmo. Ainda se encontra um melado a R$6,00 o quilo.
Alguns armazens de secos e molhados, como a Casa Flora, na Rua da Carioca geralmente mantém os mesmos preços.

Uma pena, rapadura é maravilhoso e muito acessível.
Veja se com caldo de cana não dá certo, o litro nas feiras livres costuma ficar em menos de R$5,00.

Abs,
Carol

Primaluce disse...

Olá, Carolina,
Seu texto é muito bacana e útil para quem se interessa por Kefir. Fiquei com uma dúvida, no entanto, que gostaria muito que você esclarecesse, se puder. Não entendi muito bem como fazer o Kefir com o iogurte caseiro já pronto. Obrigada, abraço.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi, seja bem vinda.
É só substituir a água ou leite por iogurte orgânico. Sementes+rapadura+iogurte, vedar e deixar fermentar.
Abs,
Carol

Anônimo disse...

Oi Carol encontrei esse siite aqui dando varias dicas de como prepar o kefir achei interessante:

http://thekefir.com/how-to-prepare-kefir/
bjs, marlene

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Marlene,
adorei a dica e já salvei nos meus favoritos.
Obrigada!
Carol

Anônimo disse...

Olá, Carol!

Gostei da sua postagem.
Comecei a fazer kefir de rapadura, mas meus grãos estão morrendo! Ouvi dizer, em um site, que a rapadura por degenerar a colônia. Você sabe algo sobre isso?
Tenho bastante grãos aqui, mas quero acumular muitos deles para doar aos outros.
Quando preparo meu kefir coloco duas colheres de sopa de rapadura para 1 litro de H2O. Será que estou colocando muito e o excesso de mineirais está matando os grãos?

Obrigado pela atenção!

Um abraço,

Pedro

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Pedro,
pensa o seguinte: se açúcar mascavo era a rapadura ralada e todo mundo usa açúcar mascavo para fazer kefir, então não deveria dar problema. Na verdade, o mascavo de hoje em dia é que está cada vez mais "batizado" com açúcar refinado... mas isso é outro papo.

Vou te dar uma sugestão, tenta 2 experiências:
1. fazer o kefir com melado de cana ou caldo de cana, mas usando água do filtro (água da torneira filtrada)
2. mantenha a rapadura, mas use uma boa marca de água mineral

Depois, te peço a gentileza de voltar aqui para me contar no que deu, ok?

abs e boa sorte,
Carol

Anônimo disse...

oiee galera alguém ai tem como me doar kefir?por favooooooor! tem 2 ou 3 anos que perdi o meu.por favor entre em ciontato no meu face ou no email bethcastelobranco@hotmail.com
no face me acham com ese nome: elizabeth castelo branco de araujo

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Elisabete, entra pro grupo de troca de kefir, deve ter alguém da sua cidade.

fazendo_kefir@yahoogrupos.com.br,

germano disse...

oi carol, mesmo nome da minha filha tbm chamamos de corol toda carol e doce ne,rsrsrsrsr bem vamos a pergunta:comprei kefir cultivo ele no leite posso passar a cultivar na agua?bjus obr.esta no meu favoritos....

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Germano,
sim, vc pode cultivar kefir no que quiser. As mesmas sementes do kefir de leite são as usadas no kefir de água. Há distinção apenas para evitar contaminação.
Apenas aconselho a fazer muitos kefir de água antes de consumir para "lavar" essas sementes e eliminar os resíduos de lactose.
Use esses kefir de água que não forem bebidos para deixar o feijão de molho, é bom para ajudar a eliminar os gases do próprio feijão.

No mais, fique de olho, kefir não se vende, se doa.

Abs,
Carol

Paula Kitice disse...

Oi, Carol!Conheci o seu blog por acaso , estava pesquisando no google sobre o soro de iogurte e ele me direcionou para o seu blog e eu acabei lendo sobre o Kefir e fiquei muito curiosa!Vc pode me doar umas amostras para eu poder "cultivar" e experimentar o kefir, como tb quero introduzi-ló na vida das pessoas mais próximas que tb com certeza não sabem o que é o kefir.Moro em são Paulo, será que vc pode me mandar por correspondência, posso te fazer um depósito das despesas com o correio.
Parabéns pelo blog e obrigada,
Paula.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi, deve ter um monte de doador aí em SP, escreva para fazendo_kefir@yahoogrupos.com.br e entre de membro, vc recebe imediatamente uma lista de doadores e pode até encontrar com a pessoa.

abs,
Carol

Gabriel disse...

Carol, matéria incrível
fiquei muito curioso em experimentar kefir e gostaria de saber como faço para obtê-lo.
obrigado e abraço^^

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Gabriel,
decoração, eu doaria kefir a todos, mas não dá.
Então, eu deixo aqui uma lista de emails com todos os doadores de kefir do brasil, é uma associação.
Torne-se membro, como eu, recebendo suas sementinhas, vc tb poderá doar:

fazendo_kefir@yahoogrupos.com.br

abs,
Carol

Adriana disse...

Eu queria um kefir de leite, como eu faço para conseguir? Eu moro em quratiba-rio de janeiro.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Adriana,
eu doaria kefir a todos, mas não dá.
Então, eu deixo aqui uma lista de emails com todos os doadores de kefir do brasil, é uma associação.
Torne-se membro, como eu, recebendo suas sementinhas, vc tb poderá doar:

fazendo_kefir@yahoogrupos.com.br

abs,
Carol

Mariana MT disse...

Ahh Carol...peguei hoje minhas sementinhas, mas só de leite. Por aqui só tem doador da de leite. Mandei um e-mail para uma doadora do de água, do Paraná...vou esperar. Amanhã vou fazer o de leite de côco...tô aguada de vontade. beijo

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Mariana, faz sim, mas não esquece de coar o bagaço do coco antes, para não misturar às sementes e vc não conseguir separar depois, vai contaminar tua cultura p sempre...

bjs

vanessa paes disse...

Boa Tarde. Moro em Sao Gonçalo, alguem teria kefir para doar... muito obrigada VANESSA

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Vanessa, é a última vez que aprovo um comentário como esse. Aqui, não se doa kefir.
Está inclusive escrito na postagem:

"Para receber e doar sementes, escreva para o egroup: fazendo_kefir@yahoogrupos.com.br, torne-se membro e imediatamente receberá uma lista de doadores de kefir por cidade brasileira.
Adoraria, mas não posso doar a todos que entram aqui. O egroup funciona bem e o mais bacana é poder aumentar essa comunidade de trocas. Torne-se doador também."

E mesmo que não estivesse, há várias mensagens trocadas acima explicando meus porquês.

Favor não insistir,
Carolina

lol disse...

Adorei o blog vamos fazer uma parceria ? Kefir Brasil :D Kefir Brasil

Anônimo disse...

Eu já tive kefir de leite e de água. Tentei de todas as formas, com váriados tempos de fermentação, recipientes, vários tipos de leite, misturando frutas, hervas e etc; no de leite com vários tipos de leite, e tudo o que você pensar; mas no final tive de desistir e jogar tudo fora. Nunca consegui gostar nem do kefir de leite nem do de água. O gosto não me agrada de jeito nenhum. Agora comecei a fazer iogurte natural caseiro, este sim me adaptei. Acho uma delícia, melhor até que os comerciais e tem também muitos benefícios.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Eu tb gosto mais de iogurte caseiro. Mas acho esse kefir de uva e de leite de coco deliciosos.

abs e siga tentando, dizem que com água de coco tb fica bom. Deve parecer refrigerante...

Anônimo disse...

pode ser usado açúcar orgânico substituindo o mascavo ou a rapadura?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Para que comprar um produto industrializado, que só faz mal e caro, ainda que certificado com 70% de procedência orgânica se vc pode usar um opção natural, saudável e barata?

A sacarose mata a cultura do kefir, a sacarose é usada para transformar frutas em doces que não apodrecem justamente pq é antibiótico. Anti bioculturas, entendeu?

abs,
Carol

MAURÍBosco. disse...

Olá, meus kefirs de água ficaram 10 dias com o mesmo mascavo, porém agora troco o açúcar e a Agua e nada acontece, no dia seguinte só tenho Agua doce e meio avinagrada. Será que eles morreram? Sabe como faço para recuperá-los?
Hoje coloquei uma solução de Agua e melado, mas parece que nada mudou....
Me ajude por favor.
Muito Obrigado. Mauricio.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Maurício, não sei o que está acontecendo, mas o kefir de água é basicamente uma água doce avinagrada, já que é resultante da fermentação pelo açúcar.

Uma boa maneira de vc testar seu kefir de água é justamente o que vc fez, trocou o mascavo (que não gosto) pelo melado (que indico) e esperar. Se a cultura estiver ativa (viva), algumas sementinhas vão subir (fermentar) e com isso, multiplicar e alterar a composição do líquido em questão.
Deixe por uns 2 dias e me diga no que deu. Deixe num pote com muita folga para não estourar.

Abs e apareça,
Carol

Tales disse...

Olá, vi em alguns blogs que algumas pessoas colocam suco cítrico ou a própria fruta mesmo (cítrica) junto à água e o açúcar para fermentar. Para que finalidade põe-se a fruta cítrica? para melhorar o gosto ou tem algum efeito na reprodução dos grãos?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Tales, na verdade o kefir é um fermento que vc usa como quiser. Malcomprando: como o pó royal, que vc usa na omelete, bolo de chocolate, massa de empanado, bolo branco, etc.
O pessoal coloca no suco adoçado para fazer desse suco uma bebida gaseificada, como um refrigerante caseiro.
Eu faço tb, veja a postagem exclusiva sobre refrigerantes caseiros:
http://caroldaemon.blogspot.com.br/2013/09/refrigerante-caseiro.html

abs,
Carol

Fernandah Brener disse...

Olá,

Adorei as dicas, também sou amiga da Paloma Niskier e nutricionista vegetariana e orgânica. Agora me mudei para Itaipava e surgiu uma oportunidade de conseguir leite cru e estou animada para fazer iogurte. Estava pesquisando na internet se preciso ferver o leite para fazer iogurte (pois foi o que me recomendaram...) e vi que vc diz que não precisa. Eu imaginava isso, senão ele deixa de ser cru, né? Mas é ótimo achar uma confirmação. Me animei a fazer kefir também....beijos e gratidão

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Fernandah, vc achou um tesouro, leite cru é a solução para tudo em lactose.
Faça sem ferver, nem precisa de cultura alguma, basta deixar coberto por um pano de um dia para o outro e pela manhã, vc terá coalhada da melhor qualidade!
abs e volte para contar no que deu

Vinícius disse...

Olá... parabens pelo trabalho. Tenho uma pergunta.

Para fazer ginger ale da para utilizar o kefir de leite? foi o unico que consegui.

abraço

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Vinicius, vc pode fazer algo muito simples com teus grão de leite. Pode cultivá-los em água apenas para o ginger ale ou mesmo sempre que quiser. Eu acredito que são as mesmas sementes, a do leite cresce mais pela proteína e gordura. Mas já coloquei sementes de água em iogurte e elas cresceram, engordaram e embranqueceram. Enfim, ficaram iguais às originais de leite. Boa sorte e conte no que deu.
Carol

Anônimo disse...

Oi Carol!
Onde vc compra leite orgânico atualmente? bjs
Luciana

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi, compro no supermercado extra da rua mariz e barros na Tijuca, mas tem em todo lugar.

Anônimo disse...

Oi Carol. Meu nome é Silvana e moro no Rio de Janeiro. Adorei suas dicas sobre Kefir. Eu cultivo o de água e tenho uma dúvida: estou grávida e não sei se continuo tomando por causa da quantidade de álcool da fermentação. Você poderia me ajudar? Bjos e obrigada.

Anônimo disse...

Oie Carol! Posso usar açúcar de coco ao invés da rapadura para fermentar o kefir?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi, pode sim. Mas é mais caro e observe que já existe melado orgânico mais em conta. Abs

Luciana S. disse...

Muito obrigada!!!

Probioticos Brasil disse...

Sei que esse Site tem doadores de Kefir (Probiótico) em todo o Brasil e quem doa pode se cadastrar também: http://probioticosbrasil.wix.com/probioticosbrasil

Bárbara disse...

Oi Carol!
Adorei sua matéria, comecei a fazer o kefir ontem!!
Você sabe se o kefir fermenta o suco de frutas (fruta batida e coada)?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Claro que sim! Na verdade, há o exemplo da uva acima e uma outra postagem de refrigerantes caseiros apenas com esses exemplos.

Anônimo disse...

Faço doação de kefir de leite, em Belo Horizonte-MG, moro no bairro Graça, meu e-mail: venturarogerio@bol.com.br

Fadua Choaib disse...

Oi Carol, bom dia. Finalmente achei um blog que explique tudo direitinho sobre as maravilhas do Keflr, minha mãe fez uso do kefir de leite um tempo atrás e tinha muita pesquisa, mas faleceu e esses tempos devido aos meus problemas alérgicos com alimentos, problemas de digestão, gases e etc me veio à cabeça l kefir... Meu pai que é diabético também andava cheio de prisões de ventre e estofamento. Então consegui um kefir de água e estou cultivando com açúcar de coco, comecei faz 3 dias e ainda não sei se está vingando, parece que sim pois senti que aumentou o tamanho dos bebês ... Agora estou com muitas dúvidas devido ao acucar que tanto meu pai pela diabetes como eu por dieta não consumimos.
Como funciona, l acucar fica na água ? Seria como se estivéssemos consumindo água com açúcar ? E os benefícios para essas debilitações que te escrevi são reais ?
Você poderia me indicar sites, instas para pesquisa, receitas e etc também ?!
Muito obrigada desde já e parabéns pelo blog
Beijos
Fadua

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Fadua, sabe o que seria uma boa para vcs? Cultivar no leite de coco caseiro!
Assi, vcs cortam esse açúcar de coco (legal, mas que pode prejudicar um diabético) e a lactose do leite de vaca.
Que tal?
Mas tem que ser leite de coco caseiro, o industrializado, além de caro é uma porcaria.
Aqui no blog, eu dou a receita, superfácil, dá uma olhada nos links :-)

http://caroldaemon.blogspot.com.br/2013/07/leites-vegetais-x-leite-animal.html
.
http://caroldaemon.blogspot.com.br/2012/10/comendo-racao-que-vende-parte-04-forno.html
.
http://caroldaemon.blogspot.com.br/2009/04/cuzcus-de-tapioca-com-coco.html

Marianna disse...

Oi Carol, comecei no dia de Natal a tentar mudar minha alimentação pra dieta da Sônia Hirsch pra curar a milhonésima cândida do ano (se passei 3 meses sem cândida em mais de um ano foi muito) e consegui resistir à todas aquelas coisas da mesa de Natal, tamanho meu desespero. Acontece que não tô conseguindo fazer as receitas fermentadas como ela pede (kvaas de beterraba, iogurte e coalhada) pq não faço ideia de onde achar leite cru no Rio de Janeiro. Eu sou péssima na cozinha, a primeira vez que fui temperar um frango na vida foi sábado (imagina então como era minha alimentação, né?!),um peito de frango orgânico pra fazer no forno, e tô assustada com a ideia de ter que fermentar coisas e tudo pq me falta o feeling de quem tá acostumado a lidar com comida e cozinha, enfim, isso é só pra dizer que seu blog é o máximo e eu tenho lido todos os dias pra me inspirar e fortalecer. ;) Obrigada!

PS: pra reintegrar, me ajuda com essa coisa de onde achar leite cru ou alguma coisa que possa substituir na fermentação. Eu não falo do Kefir pq ela não indica na dieta né.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi. Faz o iogurte sem leite cru mesmo. Nem precisa ser fresco ou orgânico. Pode ser leite de caixinha. Basta deixar 1lt do leite misturado a um pote de 200ml-mg de iogurte natural comum, destapado fora da geladeira por uma noite. Cubra com um pano de prato pros bichos não entrarem e no dia seguinte, 1,2lt de iogurte tá pronto.

Luciana Gomes disse...

Melhor comentário sobre essa bebida milagrosa, amei a postagem... Obrigada irmão

Unknown disse...

Meu kefir no suco de uva formou uma especie de nata na superficie. Parece uma gelatina leitosa. É normal?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi, supernormal. Dá uma olhada no link abaixo:
http://caroldaemon.blogspot.com.br/2013/09/refrigerante-caseiro.html

abs

Amanditas amandita disse...

Muuuuuuuito obrigada mesmo!!! O sabor ficou de vinho e as bolinhas de fermentacao sao visiveis. Os graos que recebi do kefir nao cresceram. O que cresce astronomicamente é essa camada que citei. Posso mante-la ou vou descartando?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Guarde a parte na geladeira e depois tente fermentar mais suco só com ela, depois volta aqui e conta :-)

Amanditas amandita disse...

Volto sim! Me empolguei com o Brett. Kkkkkk agora meu kefir tem nome rs..

Amanditas amandita disse...

Eu de novooooo ;)
Fiz o que voce propos..passei a fermentar so com o Brett e ta dando certo. So que fiquei triste pq ele engoliu todos os graozinhos de kefir que se esfarelaram..
Conversando com uma pessoa ela me disse que ha a possibilidade de quem me deu os graos tb ter kombucha e acabou mexendo nas culturas com a mesma colher e contaminou meu kefir. Minha colonia ta identica a um kombucha. Ja cresceram 3 rodelas. E engoliu meus graos todos. Eles nao cresceram.
Ai fiquei na duvida se o que to cultivando é kefir que nasceu Brett ou Kombucha. Pq ta identico a um.. que me diz?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Amanditas, não conheço bem kombuchá e não sei se seria possível surgir por geração espontânea e ainda matar o kefir.
Uma leitora cultiva kommbuchá e pode te ajudar, dá uma olhada no link abaixo:
http://caroldaemon.blogspot.com.br/2015/03/kombucha-misso-e-shoyu-caseiro-as.html

abs,

Helene disse...

Olá, Carolina,
Liguei o meu forno sem me lembrar que havia colocado ali o kefir com o leite.
Quando percebi, estava em 180 graus. Devo me desfazer dos grãos?
Obrigada, Helene

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Helene, testa seus grãos. Tenta fazer uma nova cultura. Se fermentar, estão vivos. Se não, é melhor se desfazer mesmo. Bsorte :-)

Helene disse...

Oi, Carol, muito obrigada!
Animada com sua prestativa resposta, peço mais alguns esclarecimentos.
Creio que minha nova cultura fermentou, já que está com gosto azedinho, porém, tanto os grãos como o líquido ficaram gosmentos.
É normal? Devo lavar os grãos?
Também ouço falar que o kefir cresce muito. Não é o meu caso, crescem devagar. Será que uso pouco líquido?
Grata mais uma vez!

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Helene, eu não lavaria os grãos, mas iria fazendo culturas mais intensas sem necessariamente usar o líquidos depois. Colocaria metade de água e a outra metade de rapadura ou melado, deixaria por uma semana. Para crescer a ganhar força mesmo. Com o tempo, a gosma sai.
Kefir cresce muito sim, mas é devagar e o problema não é pouca água, mas o contrário. Se o que fermenta é o açúcar, quanto mais do adoçante escolhido melhor.
Vai intensificando sua cultura com metade de água e a outra metade do adoçante, use umas 2 colheres de sopa de semente para meio litro dessa mistura, deixe fermentar fora da geladeira por muitos dias. Vá fazendo isso para sua cultura ganhar força e crescer, em quantidade e qualidade. Seus dois problemas vão resolver, a gosma vai sumir e as sementes aumentarem.
Abs