segunda-feira, 4 de julho de 2011

A Feira de Orgânicos do Flamengo

Amanhã é dia.
Praça José de Alencar, esquina de Mq. de Abrantes com Rua São Salvador, entre o Flamengo e o início do Catete, na curva para entrar em Laranjeiras.




Essa barraquinha é a tentação: geleias, compotas, melados, sucos, vinhos, cachaças, azeites, vinagres, conservas e antipastis, tudo de produção biológica.



Eu chego meio tarde e deixo para tomar um café da manhã atrasado nessa feira, a quiche integral e orgânica de shiitake com alho poró da foto abaixo, é deliciosa e levinha.



Esse último pedaço da torta de cacau com mascavo eu levei e foi o complemento perfeito para a quiche acima, com uma xícara de café orgânico para arrematar. O melhor brunch que alguém pode querer:




Orgânicos podem e são mais baratos, faça a experiência - vale a pena!




 O que eu comprei na minha última visita:

Açafrão em raiz, orgânico a R$30,00 o quilo. Esse dedinhos abaixo me custaram R$2,00



Cenoura com as ramas, para fazer a Canja da postagem dos Caldos caseiros, custou R$4,50



Nirá, que foi direto para a panela de barro com um fio de azeite (custo: R$1,80)



Já murchinho e pronto para ser congelado



Agrião, para fazer ao alho e óleo (azeite) e não amarelar na geladeira (R$1,80 o maço)




Pão multigrãos orgânico, 100% integral e caseiro (R$6,00)


Tostadinho na bifeteira de ferro



Um maço imenso de mostarda, para refogar como couve à mineira e congelar antes de ficar amarelo (R$1,80 o maço). Uma senhora que estava comprando na mesma barraca, disse que se serve mostarda refogada com angu. Como eu não gosto de angu, vou ver se como com Baião de dois.





Radicio, para acompanhar a acelga brasileira na salada verde (R$1,80 cada maço, custo total: R$3,60)




Melado de cana orgânico, para fazer molho de mostarda l´ancienne com melado e azeite para a salada verde
(R$13,00 um pote de 800gr - eu já tinha o azeite e a mostarda)




A salada verde com o molho e o pão



E tudo arrumado na geladeira para comer durante a semana




As laranjas já estavam lá (vieram do Bandejão) e a batatas doces viraram tortilha, vou falar dela outro dia.

Observação de 01 de Novembro: para ver como fazer tortilha, vá na postagem "Barriga e Geladeira vazias? Faz tortilha"



Para beber?
Limonada de limão galego, que eu não comprei, mas ganhei 3 do pessoal do Sítio São Francisco, feita em kefir, igualmente presenteado pela co-organizadora da Feira. Mil vezes obrigada.


Mais informação:
Limão galego
Mostarda L´ancienne
Feiras Orgânicas no RJ
Cozinha sem tupperware
Azeites orgânicos e aromatizados
As frutas que ninguém come mais
Panela velha é que faz comida boa
Orgânicos podem ser mais baratos
Carnes orgânicas, o quê e como comer
Como comprar e reconhecer produtos orgânicos
A horta urbana da Pedro Américo no Catete, RJ
Hortaliças em extinção pelas tentações da cidade grande

16 comentários:

paloma disse...

Ói nóis aí ;-)

Merci, querida amiga...

Amanhã tem mais!...

Beijus

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Eu é que te agradeço :-)

Kenia Bahr! disse...

Oi Carol, como assim feita em kefir? A limonada??? Eu tenho kefir em casa, mas nem sei o que fazer direito com ele, acho muito ácido pra comer puro, meu estômago é sensível... Faço tipo uma coalhada seca pra servir com torradas, mas ainda assim sobra muito...

Beijo

sylribeiro disse...

Carol, adorei a listinha! não sabia que dava para congelar as verduras nesse ponto, vou aproveitar!! Antes eu aferventava alguma e colocava nas sopas, por ex, dai sim iam para o freezer...que boa dica!!
Amo nirá!!! vc ja fez tempura de nirá?
Ai é dos deuses, experimenta e depois me diz se tem coisa melhor???
Quando a Neusa, do Integrão vai fazer ela até me liga, porque encomendo uma porção inteira, e nham, como tudo! beijos!

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Kenia,
eu faço o kefir de água com melado (pouco) como se manda fazer (12, 24 ou 48hrs) e então, uso essa água fermentada (que dura dias na minha geladeira) para fazer uma limonadinha simples, espremendo o limão na hr da refeição.
Eu gosto, mas sou suspeita pq adoro kefir, mesmo puro e com 48hrs de fermentação.

Vou falar de kefir qualquer dia desses, o assunto pede.


Ou Syl, nunca comi tempurá de nirá, deve ser uma coisa. Me manda uma receita?

Bjs em todas,
Carol

sylribeiro disse...

Ah eu nao tenho a receita, rsrsr se tivesse já tinha postado, mas quem entende de culinária oriental deve saber a massa da tempurá, eu nem imagino como seja.
A Neusa faz com farinha integral, qualquer dia eu peço a receita para ela! enquanto isso...fome!

Kenia Bahr! disse...

Ah sim, Carol, entendi... kefir de água ;) O meu é de leite, acho que vou congelar até descobrir como usar mesmo. O de água eu já tive e curtia, mas me desfiz deles em algum ponto da caminhada...

ô meninas, massa de tempura é uma bobiça de fazer: farinha (pode ser integral), água e uma pitada de sal. Tem que ficar mais ralinha pra 'pregar' bem nas coisas que serão fritas. E claro, óleo de boa qualidade e bem quente, pra não encharcar. Vou contar um segredo: o melhor tempurá que já comi na vida é de ramas de cenouras. Gente, é divino! E rende comida pra um batalhão!!

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Kenia, kefir de leite renda ainda mais receitas, não cogela não.
Dá uma olhada no link abaixo:
http://www.kefir.xpg.com.br/receitas.htm

Na dúvida, bate com 1 fruta todo dia e toma como iogurte. Ou faz a limonada láctea em base de kefir de leite - um show.

Valeu pela dica do tempurá, vou tentar.


Syl, avisa à galera quando descolar a tua receita tb, gosto de tentar todas antes de criar a minha ;-)

Bjs !

Mariana MT disse...

Que delícia uma feira orgânica assim...
aqui nem sinal de fogo...
Tô me matando para tentar entrar em contato com produtores agroflorestais do Vale do Ribeira e ver se consigo realizar este sonho antigo...

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Mariana, é o fim da picada, as pessoas terem que correr atrás de produto orgânico num país com potencial agrícola e movimento de sem terra.
Li outro dia que 80% dos produtores orgânicos são pequenos produtores rurais. Essa poderia ser a grande virada de desenvolvimento nacional.
Tente fazer o pessoal daí se organizar em cooperativas, pode ser mais interessante contábil e legalmente.
Abs

Susi disse...

Olá Carol,
Tdo bem?
Daria pra vc explicar melhor como vc congela as verduras refogadas? Elas ficam boas?
Abraços
Susi

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Susi, eu lavo normalmente, deixando de molho em água com 1 col de vinagre por 15 a 30min (para matar os bichos). Sacudo para tirar o excesso de água no escorredor de macarrão e corto fininho na tábua de madeira qdo é folha grande, como mostarda, taioba e couve. Agrião, espinafre e nirá não precisam, vão inteiros para a panela.
Daí é só refogar uns dentinhos de alho em 1 fio de azeite e deixar as folhas cozinharem assim "à mineira" na panela até começar a mudar de cor. Não ponho sal, shoyu, nem pimenta. É o mesmo processo de couve à mineira.
Armazeno tudo em potes de vidro e guardo na geladeira ou no congelador, dependo do que eu for precisar primeiro. Não estraga nem amarga, pode fazer sossegada.
Abs
Carol

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Só mais uma coisa, a salada crua de acelga brasileira com radichio da foto é tradicional, lavada e armazenada crua, não tem jeito.
Nunca refoguei radichio, vou tentar qualquer dia desses, deve parecer com escarola refogado, volto para contar como ficou.
.
Acelga (ou couve) chinesa pode ser refogada tb, fica deliciosa e falo disso noutra postagem, chamada "couve chinesa sautée com ramas de cenoura", em que tudo foi refogado e durou muitos dias na geladeira. Segue o link:
http://caroldaemon.blogspot.com/2010/06/couve-chinesa-e-ramas-de-cenoura-sautee.html

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

A tortilha de batata doce foi finalmente postada:
http://caroldaemon.blogspot.com/2011/11/barriga-e-geladeira-vazias-faz-tortilha.html

Bjs em todas :-)

Nai disse...

Obrigada pela dica de refogar as folhas e armazená-las, Carol. Perdi alguns maços de folhas até que lembrei dessa postagem. Agora faço como você sugere e tenho folhas prontas para comer sempre. Às vezes usamos a desculpa da falta de tempo para não nos alimentarmos bem. Essa dica é ótima para quem não tem tempo. Abraços!

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Nai,
É uma mão na roda, dá para fazer até com salsa e cebolinha.
bjs