sexta-feira, 22 de julho de 2011

6 parques públicos construídos com material reciclado

Na postagem Reciclagem de Edifícios, é divulgado um centro de lazer público construído aproveitando antigas torres de água. Esse local de convívio humano e gratuito é acessível por ciclovias e o que era para ser um obstáculo, a arquitetura peculiar, acabou se transformando na possibilidade de paredes para escalada indoor.

A postagem Reciclagem de Edifícios abriu uma discussão sadia aqui no blog, que rendeu a série de postagens A casa sustentável é mais barata, que já está na parte número 14 e deve continuar por muitas ainda.

Quando se fala em sustentabilidade, imaginam-se técnicas caras, produtos artesanais produzidos para uma minoria e um comportamento social que nos isola. Muito pelo contrário, a sustentabilidade vem para resgatar antigas formas de produção, incluir socialmente os marginalizados e garantir qualidade de vida para um número cada vez maior de pessoas.

O espaço público tem que ser melhor aproveitado, as construções existentes servem perfeitamente para integração urbana e as pessoas, através dessas inciativas, saiam de suas casas e voltem às formas tradicionais de convívio humano e urbanismo.


"A média de entulho produzido por metro quadrado em obras novas é de 150 kg, o que faz com que uma obra de 10 mil m produza cerca de 1.500 t de resíduos. No ano de 2000, é dito, foram descartadas na cidade de São Paulo 17.240 t de entulho por dia."
Leia melhor na postagem A casa sustentável é mais barata - parte 10 (ecotijolos)


Hoje, trago mais centros urbanos de convívio totalmente construídos reciclando construções e materiais já existentes:


Este rio costumava ficar escondido debaixo da cidade de Seul, até que foi descoberto e transformado em um parque verde e luxuriante como parte do Projeto de Restauração Cheonggyecheon. Desde 2003, o novo parque tem sido uma grande força atrativa para o centro da cidade, ajudando a reduzir a temperatura e fazendo a ponte entre o norte e o sul da metrópole. O parque de 5,6 km está incentivando novas atividades e recreação e ainda serve como lar de uma variedade de novos insetos, peixes e outros animais selvagens.



A ruína abandonada do que seria a linha de um trem elétrico em Lima se tornou o cenário perfeito para crianças e adultos graças ao trabalho do grupo espanhol Basurama. O Parque Ghost Train faz uso de materiais reciclados para criar com pneus cavalos de pau, estruturas de escalada e balanços. O que antes era uma praga sobre a cidade, é agora um lugar alegre e brilhante, cheio de crianças fazendo uso do que seriam inúteis colunas de concreto.
 
 
Parque High Line em Manhattan, onde uma abandonada linha de trem elevada foi transformar em um bonito parque no coração da cidade. Agora que a segunda fase do High Line está completa, há ainda mais espaço para passear. A madeira usada na reforma é certificada e veio do Brasil.



Kalkar Wunderland na Alemanha - uma usina nuclear abandonada que foi transformada em um parque de diversões. A fábrica nunca enttrou realmente em operação, por isso não tenho medo de radiação - mas, em vez de colocar a edificação abaixo, como fazemos com tudo por aqui (derrubamos o que já existe e gastamos mais material para levantar outra coisa), a estrutura foi reaproveitada para um parque que atrai centenas de milhares de pessoas todos os anos.



Sydney também tem um projeto de reutilização adaptativa impressionante na criação de um espaço urbano verde, bonito e funcional. As ruínas do aqueoduto do reservatório de água da rede pública foram magicamente transformadas nos Jardins Paddington com história suficiente para lhe dar a sensação de que você está andando ao redor da Acrópole. E uma vez que costumava ser uma rede de distribuição, a eficiência da água ainda é uma alta prioridade. Na verdade, a água da chuva é coletada no local para a irrigação da paisagem.


Fonte: InHabitat






No Brasil, a Iniciativa Parque para brincar e pensar revitaliza áreas abandonadas, permitindo que crianças de todas as idades tenham uma área de convívio social e gratuita ao ar livre.





Mais informação:
Um país em obras
As 10 cidades mais limpas
As 5 cidades mais ecológicas
Manual do Arquiteto descalço
A Eco-ilha, ilha-lixão ou eco-barco
3 dias bioconstruindo em Santa Teresa
Antigo Sears Towers convertido em usina solar
Reciclagem de edifícios na Holanda e na Dinamarca
Novo museu da zona portuária será autossuficiente e construído com material reciclado

2 comentários:

Luciana Camuzzo disse...

Carol olha que legal este projeto:
http://parqueparabrincarepensar.blogspot.com/
bjs. Ah mudei a assinatura, antes eu era a LUCE

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Luce, não se preocupe, aqui vc é bem vinda, sei seu nome e sigo seu blog, sua carinha é antiga por aqui.

Adorei o parque, vou linkar aí acima. Maravilhosa a idéia, vi um guri pedalando uma bicicleta que parecia co-geradora de energia. Genial.

bjs
Carol