sábado, 9 de julho de 2011

10 passos para tornar seu animal de estimação mais sustentável



Nós todos amamos nossos animais de estimação. Eles são lindos, divertidos, engraçados e no decorrer do tempo, acabam se tornando uma parte de nossa família. Tornar seu animal mais "verde" não é difícil ou caro, existem formas inteligentes para facilitar a vida de todos os interessados.


1. Adotar seu animal de estimação de uma organização de abrigo ou de resgate: Há todo tipo de criadores de animais. Dos mais bem intencionados aos que agem movidos pela pura má fé. E todos sabemos o que a maioria tem em sua mente - o lucro. Criar animais é um negócio como outro qualquer, mesmo os mais bem intencionados não podem ter prejuízos. Criadores mantêm fêmeas prenhes por períodos seguidos, a fim de garantir muitas linhagens e filhotes, as fêmeas morrem de doenças e exaustão, além de serem forçadas a manter relações com machos determinados pelos criadores, sem qualquer preocupação com endogamia na maioria dos casos. Os animais são sempre confinados em canis superlotados e a alimentação é de má qualidade. Lembre-se sempre que para cada animal comprado, menos um animal de rua é adotado. Você não tem nada a ganhar em aspectos morais, participando de um sistema que explora animais inocentes.

2. Comprar brinquedos eco-friendly: Se compramos brinquedos eco-friendly para nossos filhos, por que fazer qualquer exceção para animais de estimação quando as mesmas regras deveriam ser aplicadas? Você pode comprar os brinquedos feitos com algodão orgânico, evitando plásticos e outros produtos químicos prejudiciais, além de optar por brinquedos de materiais reciclados, como madeira. Animais normalmente não precisam de roupinhas coloridas, seus donos inclusive parecem gostar mais. Fique atento ao consumismo desnecessário.

3. Evitar produtos químicos a qualquer custo: Não é uma boa idéia ter produtos químicos como pesticidas ou fertilizantes em qualquer lugar a distância de poucos passos de sua casa. Seu animal pode acidentalmente pisar e aproveitar para lamber as patas, correndo o risco de envenenamento. Priorize produtos puramente orgânicos. Não use produtos de beleza que incluam produtos químicos e sintéticos. Limpe a sujeira produzida pelo seu animal com vinagre e bicarbonato de sódio e faça a faxina geral com sabão de coco e água. Animais não precisam nem devem usar perfumes sintéticos, especialmente os que foram produzidos para seres humanos.

4. Comprar produtos alimentares orgânicos: Ração animal industrializada normalmente é produzida a partir de animais que devem estar para ser transportados para o cemitério ou até mesmo já estarem por lá, animais que também foram criados com hormônios e antibióticos, além de todos os conservantes presentes em produto industrializados. Priorize alimentos caseiros a partir de fontes orgânicas, evitando trigo, milho e subprodutos animais. Eles vão resultar no bem-estar de seus animais de estimação. A maioria dos animais gosta de legumes, verduras e frutas cruas in natura, são saudáveis e fazem bem à animais de todas as idades.

5. Compostar os excrementos: Animais de estimação são responsáveis por uma grande quantidade de resíduos. Compostar os resíduos é gratuito e sustentável, principalmente quando existem tantas pessoas que descartam os mesmos em sacos plásticos e jogam em rios e praias. Você não precisa fazer isso. Você pode transformar excremento em adubo de forma rápida, higiênica e segura. Use uma lata de lixo como um compostor para resíduos de animais e nunca use o produto dessa compostagem para a horta caseira, já que o composto não é capaz de destruir patógenos tóxicos e prejudiciais à saúde humana.
Outra opção: dependendo do tamanho e quantidade de animais, as fezes podem ser descartadas no mesmo lugar que as nossas, o sanitário.

6. Mantenha seus animais de estimação seguros: Se você ama seus animais, é lógico que você tem que cuidar bem deles e não permitir nada que possa ser prejudicial à segurança e bem-estar dos mesmos. Levá-los para passear presos à coleiras e guias é necessário para os animais, pedestres e motoristas, além de obrigatório por lei. É melhor não deixá-los sair, a correr o risco de serem atropelados por veículos.

7. Cozinhe para seus animais de estimação como quem cozinha para si mesmo: Eu sei que isso soa estranho, mas seria ótimo se você pudesse cozinhar para os seus animais. A ração sintética é feita com restos de carnes produzidas com hormônios e antibióticos e vegetais cultivados com agrotóxicos, além de uma série de conservantes para que a ração não deteriore por tanto tempo. A comida caseira pode salvar seu animal, evitando problemas alérgicos.

8. Castre seus animais de estimação: Você pode manter seus animais saudáveis, castrando ou esterilizando. A castração é recomendada por 100% dos veterinários, pois diminui a população de cães e gatos de rua. Outra vantagem da esterilização é que ela previne doenças de próstata nos machos e desenvolvimento de câncer de mama e ovário nas fêmeas, além de tornar o animal mais dócil e facilmente adestrável.

9. Evite alimentos com hormônios e antibióticos: Alguns dos alimentos que você compra no supermercado podem ser carnes de animais criados com hormônios e antibióticos. As rações sintéticas também são produzidas contendo esses subprodutos.

10. Use produtos de limpeza inofensivos: Não dê banho em seus animais com um cocktail de produtos químicos. Use vinagre e bicarbonato de sódio para limpar a sujeira que seu animal faz no chão e dê banhos nos animais com sabão neutro e biodegradável.

 


De acordo com a Lei 14483-SP, animais devem estar CASTRADOS antes de doação ou venda. "A castração previne tumores e evita doenças e comportamentos inadequados ao convívio com pessoas e outros animais."


Atente que em 1800, havia somente 20 raças de cães. Durante a 1ª Guerra Mundial já eram 70 e hoje são cerca de 400 raças diferentes. Em 100 anos, reduzimos o cérebro do buldogue, encurtamos as patas do salsicha e turbinamos as orelhas do bassê. Essas mudanças deixaram sequelas: um em cada quatro cães sofre de alguma doença genética e eles têm mais câncer do que os humanos.
Nós criamos essas raças por vaidade, como um resquício nazista numa sociedade supostamente perfeita.




A foto é dos filhotes daqui de casa: Olimpia e Margarida (adotadas e castradas) se divertindo no Parque Carmem Miranda, cercado e próprio para o passeio de animais domésticos
 

Para quem não acredita que castração é um problema de saúde pública:
Castre seu cão: 1 casal gera mais de 80.000.000 filhotes em 1 década!
Castre seu gato: 1 casal gera mais de 60.000 filhotes em 6 anos!
Onde castrar seu animal gratuitamente



Mais informação:
Dica sustentável e veterinária do dia: canela e joelho de boi  
Mais uma dica sustentável e veterinária: pescoço de galinha
A casa sustentável é mais barata - parte 12 (faxina e controle de pragas biológico)
Carnaval sustentável: deixe seu animal em casa - ele não é palhaço para sair fantasiado num bloco



Observação de setembro de 2011: Adotei mais um cãozinho, a Pipa

7 comentários:

Anônimo disse...

Em termos de criar animais sustentaveis eu diria que a criação de galinhas leva vantagem. A galinha reduz o lixo, uma vez que consome todo o lixo organico de uma familia, alem de produzir o sub produto "ovo". O problema é que a maioria das pessoas não encara este bicho como "de estimação"
Isidro

Cristine Conde disse...

Você conhece alguma receita natural eficiênte para pulgas, para ser usado no ambiente e no animal? Moro em apartamento e no verão passado tivemos uma infestação, usei cravo, vinagre, e nada adiantou, só o veneno mesmo. Se vc conhecer alguma dica alternativa, eu agradeço muito!

Mariana MT disse...

Adorei o enfoque. A primeira dica é a melhor...
Quando se trata de cachorros, talvez esse seja o ponto mais insustentável da minha casa...como são muitos por mais que eu invente técnicas...sempre rola uma insustentabilidade ...hahahahahahah

Talvez qdo as pessoas pararem de abandonar...eu consiga ficar mais sustentável...até lá...muito trabalho pela frente.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Isidro, talvez as pessoas não encarem a galinha como animal doméstico pq ela acaba na panela... Sabia que a galinha não é "natural" da América? Os europeus trouxeram de caravela galinhas, vacas e porcos! Mas quem tem casa normalmente cria galinha, dizem que fica mais fácil administrar a titica e que as patas ainda funcionam como um ancinho, facilitando a horta, já que amacia o terreno e favorece a penetração das sementes.

Talvez seja mesmo o momento de criar os animais disponíveis e parar de estimular novos filhotes e raças.


Oi Mariana, o povo larga e meia dúzia de abnegados tentam catar os que sobrevivem, é uma derrota...


Oi Cristine, existe 1 dica doméstica que pode funcionar ou não, depende do cão: 1 dente de alho cru por dia, amassa e mistura à banana amassada. Funcionou para a pretinha da foto acima. Mas não deu resultados com a "loura".
Existe tb um produto chamado Estibiom, natural que se mistura à comida-ração. O blog "mãe de cachorro" (que eu sigo, veja na barra lateral), fala mais sobre ele e a autora, Ana Corina, é super acessível.
Boa sorte com teus peludos!


Abs em todos,
Carol

Anônimo disse...

Gostei muito das dicas e lá em casa temos essa preocupação, mas... são muitos. O abandono é muito grande e em alguns casos apelamos para o industrializado mesmo. Mas pelo menos uma das refeições dos dogs é feita por mim, no capricho.
Abs.
Ana Maria - Araçariguama

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Poxa Ana Maria, fazer comida de cachorro todo dia não é mole, não.
Ainda mais sendo um monte...
Só tirar da rua e castrar já é o Nirvana, se metade das pessoas que compram animais de raça (???) fizessem essas 2 ações: adotar e castrar, não teria nenhum animal na rua.

Houve uma campanha para adoção e compra consciente, quem pegasse um animal fosse registrado e, se o animal não fosse bem tratado (ou até sumisse), o dono responderia criminalmente. Como pai e mãe de crianças geradas ou adotadas. Não sei pq não foi adiante, tinha que ser assim.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Pessoal, a postagem rendeu e o pessoal do Walmart replicou em parte me dando os créditos:
http://caroldaemon.blogspot.com/2011/11/estou-no-site-do-walmart-falando-de.html

Abs e vamos dar um gás nessa reta final do TOPBLOG, estou no segundo turno entre os 30 mais votados desde a primeira apuração!