sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

A tapioca de coco com banana e canela em doce de leite de tahine com melado de cana



Se eu pudesse comer algo específico todos os dias, escolheria essa tapioca.

Foi assim, a amiga que me ensinou o Gazpacho hoje mora na Espanha. Mas, em garota morou nos EUA e como ambas amávamos a junk food e éramos adolescentes com metabolismos fabulosos, comíamos aqueles lanches sem culpa. E ela ainda fazia uns freelas como modelo, 50kgs distribuídos em 180cm, magrinha e comendo alucinadamente.
Foi ela, Ludmila, quem me apresentou à manteiga de amendoim (peanut butter), fiquei viciada... Pior, me introduziu à versão "pro", peanut butter ´n strawberry jam: manteiga de amendoim trufada em geleia de morango! É proibitivo, devia ser vendido com tarja preta, até porque vem servido em cima de torradas de pão de forma branco.

Logo depois, quando eu comecei a viajar aos EUA, comprava muitos sanduiches de peanut butter nas mais diversas versões. A mais famosa é a conhecida como o "sanduíche favorito do Elvis Presley": manteiga de amendoim com banana em fatias e canela, no pão branco obviamente e frito (!!!) em muita manteiga...
Se Elvis não morreu, deve estar quase, imenso e com as coronárias fora de combate.

Os anos passaram e na fase em que decidi acabar com os cistos do meu ovário, li num dos livros de Sonia Hirsch que um bom patê para sanduíches era feito com tahine e mel-melado em partes iguais - gostoso, saudável e rápido. Testei e qual não foi minha supresa: é igual à manteiga de amendoim!
Pronto, estava salva, quando batia a vontade, corria para o pão do bento com meu patê de tahine com melado acompanhado de banana fatiada e canela em pó, tostadinho na sanduicheira de teflon da minha mãe.

Hoje, morando sozinha, deixei o pão 100% integral e delicioso que Bento faz com tanto amor, para meus sanduíches de salada e aproveito para comer outras coisas, típicas da nossa terra.
O Brasil importa 50% do trigo consumido no país, nos tornamos autossuficientes em petróleo antes de garantir o pão nosso de cada dia. Pior, caminhamos para a autossuficiência em urânio sem que um movimento "A tapioca é nossa" tenha seu devido respeito.
Não exagero, a rapadura foi patenteada por uma empresa alemã e até o Itamarati foi obrigado a intervir.

Neide Rigo, que mantém o melhor blog de gastronomia do país, o Come-se, vem falando sobre farinhas alternativas em substituição ao trigo, deixa sugestões, dicas e receitas até para o feitio de pães. E aqui mesmo, nesse blog modesto, há um bolo de chocolate todo feito em coco ralado, rapadura, cacau, manteiga e ovos, sem farinha  - muito gostoso, adaptado de receita tradicional da minha infância. E nas sobremesas da Ceia de Natal, um Clementine Cake de Nigella Lawson adaptado e a base de tangerinas e farinha de amêndoas.
Ainda nas dicas natalinas, os tradicionais Panetone e Fruit Cake podem ser feitos em metade a quantidade de farinha de trigo indicada e a outra metade em aveia ou qualquer outra farinha.

Se você observar, há muitas receitas típicas de bolos e pães sem trigo, normalmente de regiões de difícil acesso - é a comida da roça em polvilho, fubá, milharina, fécula de batata, araruta, puba, tapioca, aipim ralado de molho no leite de coco e tantas outras. Cuscuz de tapioca em leite de coco caseiroPão de queijo em polvilhoPastéis de angú Coxinha em massa de batata inglesa e pastel em massa de batata doce - ambos com farinha de mandioca, todos já citados aqui, são bons exemplos.

A tapioca do cuscuz é diferente da tapioca da panquequinha da foto acima. Cuscuz de tapioca se faz com tapioca em pérolas embebida em leite de coco, a panquequinha é feita com a goma obtida pela mesma tapioca, mas tostada até "engomar".

Uma das versões mais tradicionais de servir tapioca é recheada de doce de leite com coco e banana. Resolvi testar com a "manteiga de amendoim" de tahine com melado, casando o sanduíche do Elvis com a tapioca do tabuleiro e fui em frente, ficou ótimo.

Faz assim:
Toste a goma de tapioca na bifeteira de ferro
Vire de lado quando dourar
Recheie com a manteiga de tahine com melado
Polvilhe coco ralado comprado a granel
Cubra com banana em fatias
Salpique canela em pó
Dobre a "panquequinha" e toste dos 2 lados, a manteiga de tahine com melado derrete, igual a doce de leite, e a banana cozinha no calor, como um pastel de banana.


Esse "doce de leite" de tahine com melado recheia frutas assadaspizzas doces com banana, abacaxi, maçã, coco ralado e castanhas


Se gostar da versão tradicional, na torrada com geleia de morango, faça a geleia de morango em casa com rapadura: Geleias de frutas vermelhas e Geleias para adulto: pimenta, manga com pimenta rosa, gengibre, vinho quente, hortelã e capim limão

Já se for o caso de alergia ao gergelim da tahine, faça a manteiga de castanha do Pará em huile de noix!



A foto é google images e está reproduzida em centenas de sites, impossibilitando rastrear a origem. Se o autor aparecer, será um prazer retificar.


Para ver a foto de outra tapioca, em maçã com geleia caseira de amoras orgânicas, vá na postagem "Breakfast in America", sobre brunchs de um feriadão.

7 comentários:

Luisa disse...

Olá Carol,
Adoro o seu blog e suas receitas...
Qual a proporção de melado e tahine que vc usa pra fazer a "manteiga"? Tenho os dois em casa. E a tapioca, qual é a que tenho que comprar pra fazer a panqueca?
Antiguamente vendia-se no super a massa pronta de tapioca, mas quando li os ingredientes vi que levava gordura trans, veneno...deixei de comprar...
Bem, se puder me responder te agradeço muito
Abços
Luisa

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Luisa, seja bem vinda :-)
A manteiga d etahine com melado é feita em 50% e 50%, meio a meio de cada. Prove e junte mais melado (ou menos), de acordo com seu paladar.
Existem 3 tipos de tapioca à venda, pérolas, farinha e goma. As pérolas vendem no supermercado e empórios a granel (ou feiras livres e lojas de artigos nordestinos), mas só servem pro cuzcus.
A farinha e a goma vendem apenas nos empórios e feiras livres (ou lojas nordestinas). A farinha serve para feitio de bolos e a goma aplica-se excusivamente ao beiju (panquequinha).
Um saco de 1 kg de tapioca para beiju custa menos de R$5,00 e rende meses. Basta polvilhar na frigideira-bifeteira que a panqueca se une, não precisa juntar água nem mais nada.
Abs e apareça,
Carol

Luisa disse...

Carol, muito obrigada, valeu.
Apareço sim, com certeza
Abraços
Luisa

Baú da Chica disse...

como faz a manteiga de tahine?

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Tereza,
nunca fiz tahine em casa, sei que é resultado da prensagem de gergelim, com o óleo da extração a frio por cima. Na postagem, deixo o link para o blog de Neide Rigo, o Come-se, onde ela ensinou a fazer certa vez. Tente por lá ou compre à granel em empório cerealista, armazens árabes e afins. É muito mais em conta.
Tb deixo um link acima para "compras a granel" onde me aprofundo, vale dar uma lida.

Se for alérgica a gergelim, tente a manteiga de castanha e amêndoas, feita em casa, tb com link acima.

Abs e o Chico é muito fofinho, parece minha cadelinha Margarida

jana disse...

Oi Carol, vc já tentou fazer sua própria manteiga de amendoim? Recentemente comprei um pequeno pote de pasta de amendoim pura, acrescentei uma colher de olho de coco extra-virgem e adocei levemente com xarope de agave. Ficou delicioso!

Mas fiquei com uma dúvida: você dá preferência ao Tahine por ser mais saudável que o amendoim?

Abraços!

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Oi Jana,
Seja bem vinda!
Eu prefiro tahine pela praticidade e custo mesmo. Nunca fiz manteiga de amendoim, já fiz em castanha do Pará e amêndoas, ficou delicioso, mas é um pouco caro.

Essa sua dica de misturar óleo de coco e agave a manteiga de amendoim deve ser uma coisa de bom...

Bjs
Carol