quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Natal Sustentável


Hoje é dia de Nossa Sra. da Conceição, tradicionalmente o dia de armar a árvore de Natal e arrumar a casa, para desmontar tudo em 06 de janeiro, dia de Reis Magos.
Mas atualmente ninguém liga mais para o que a vovó fazia e o comércio já está todo enfeitado desde outubro.

É provavelmente o feriado que mais vende e certamente o que mais mobiliza o comércio e indústria, pela abrangência de itens de consumo - independente da religião, todo mundo comemora o Natal.
Natal lembra de cara shoppings e supermercados lotados, famílias enlouquecidas e um mundo de comida, bebida... e desperdício, é claro.

Em primeiro lugar: a segurança da residência e seus membros:
Não faça da sua casa uma alegoria natalina com mini-lâmpadas chinesas, além de cafona e caro, você pode causar um incêndio que tome o edifício inteiro. Se não consegue viver sem as luzes natalinas, desligue tudo ao sair de casa e ir dormir.

Não acredita? Assista ao vídeo abaixo de como uma árvore de Natal doméstica incendeia uma sala em 5 segundos.





O Natal mais bonito que passei foi justamente o mais simples e incomum. Morava sozinha e longe de minha família. Na noite do dia 24, fui com minha melhor amiga, que estava na mesma situação, à Missa do Galo na Catedral mais próxima de casa. De lá, seguimos após a missa (lotada e muito bonita) com um grupo de voluntários daquela congregação para uma atividade de distribuição de lanche e presentes à moradores de rua. Chegamos em casa tarde, depois de meia-noite - aparentemente ninguém ligava para Ceia e foi uma experiência tão marcante, que entrei em definitivo para o grupo e passei a fazer a distribuição semanalmente.
O Natal é a melhor época para acessar esse grupos, além de precisarem de mais voluntários, algumas atividades só acontecem nessa época do ano. Orfanatos e asilos de idosos sempre precisam, alguns hospitais também.






Todos os meus amigos com filhos reclamam como as crianças estão cada vez mais preguiçosas e consumistas. Concordo plenamente, mas acredito que nós adultos somos os maiores responsáveis por esse quadro. Criar um filho pode ser cansativo e desgastante, especialmente quando os pais trabalham o dia todo e deixar a criança se entreter na frente da tv, internet ou um game, é muito mais fácil do que levar para andar de bicicleta, jogar bola, surfar ou mesmo um passeio cultural como bibliotecas e exposições.

Para tirar uma criança (e muitos adultos) da frente da tv, nada como um bom livro. Sebos vendem coleções inteiras por 10% do valor comercial e ainda colaboram para reduzir o desmatamento. Atualmente os livros são impressos em papel oriundo de madeira de reflorestamento, mas atente que o reflorestamento de eucalipto é um mito que está transformando o pouco que restou da mata atlântica em outra monocultura.
Aproveite e leve as crianças no Sebo, você pode se surpreender como um livro é muito mais poderoso do que um game e os funcionários são sempre uns amores, adoram o que fazem, ao contrário do caos do shopping entupido.






A postagem "Para Brincar" traz dezenas de dicas de brinquedos sustentáveis e feitos em casa envolvendo as crianças na confecção, brinquedos a partir de material reciclado para desestimular o consumo de brinquedos industrializados novos e cada vez mais descartáveis. Por que não aproveitar para transformar todo esse processo: reciclagem de material, confecção do brinquedo e "inauguração" da instalação num novo ritual de Natal que pode começar semanas antes da festa? Esse envolvimento pode trazer uma nova dimensão ao ato de consumir e assim, fazer com que as crianças mudem sua ótica de maneira lúdica.





Outras atividades que podem reunir pessoas nos dias anteriores são a arrumação da casa e o desenvolvimento de alguma atividade assistencial.
A arrumação da casa pode e deve ser feita com materiais reciclados e biodegradáveis. Um pinheiro natural, se morar em casa com uma casuarina plantada, ou mesmo a arrumação de uma planta maior, como um ficus ou a árvore da felicidade de sempre com fitas feitas de retalhos de tecidos, flores, anjos e origamis de papel reaproveitado, muitas flores desidratadas e a base da árvore toda em pedras e pinhas. Que tal uma estrela de gravetos ou arame retorcido no topo?
Nada mais fora de moda do que aquele pinheiro de plástico com um pano vermelho escondendo os pés e uma profusão de enfeites plásticos mofados.




Todas as árvores desse post, exceto a que pegou fogo obviamente, foram feitas em material reciclado, encontradas no google images com busca por "árvore natal ecológica" e baixadas de sites de design.
As árvores de natal em cardboard de papelão, totalmente dobráveis, vêm se mostrando como uma tendência e podem ser um brinde de final de ano muito simpático para empresas em geral.





As dicas do Instituto Akatu para um Natal sem presentes: Faça trabalho voluntário; Faça presentes consumíveis, asse um bolo ou biscoitos; Ponha-se a serviço dos outros como presente: faça uma massagem, tome conta das crianças de um amigo, lave o carro, limpe a casa, corte a grama, etc.; Compre presentes usados em lojas do tipo brechó; Dê para os outros seus objetos ociosos (uma boa máquina de costura, etc.)


No Dia dos Namorados, deixei muitas sugestões de presentes (e passeios) sustentáveis, as mesmas continuam valendo:

Não compre um celular novo, cada aparelho produzido consome metade dos metais conhecidos pelo homem listados na tabela periódica. Já existem mais celulares do que pessoas no mundo, não contribua para que essa contabilidade piore.

Bicicleta é um presente ótimo, acaba com o sedentarismo e aproxima a família. 1 bicicleta a mais = 1 carro a menos.

Vinhos e bebidas orgânicas, meu pai ganhou uma garrafa de Limoncello italiano de cultivo orgânico quando fez 60 anos. As cachaças também são ótimas.

Não dê flores em vasos, Flores não são verdes - Que tal um vasinho com mudas de ervas aromáticas? Estimule a horta caseira na casa do outro, quem cozinha pode adorar.

Cosméticos e perfumes biodegradáveis e não-testados em animais, das melhores marcas, são o sonho de qualquer mulher com mais de 9 anos de idade.

Se o presenteado tem um hobby ou coleciona algo, digamos que seja louco por futebol, uma camisa da seleção ou do time do coração, de época e autografada pode ser facilmente comprada em leilão virtual. O mesmo se aplica à vinis, bonecas, peças de arte e afins. Um dos meu sonhos de consumo é uma camisa oficial do Flamengo, da época da conquista do mundial, autografada pelo Zico. Se for a número 10 então, é a perfeição. Mas deve custar uma fortuna.
Não é para dar réplica, estamos falando das originais. 1 única camiseta nova consome pelo menos 20 litros de agrotóxico para ser produzida e 1 único par de jeans novos pode consumir até 42 litros de água para ser fabricado. A roupa mais sustentável é a que já existe, de segunda mão.

Presenteie com um animal de abrigo, não compre seu amigo estimulando esse comércio criminoso de criadouros. Eu tenho 2 vira-latas, Olimpia e Margarida, são como filhas. Um gato é o ideal para quem ainda não tem experiência. Se adotar, castre, ou exija um animal já castrado, para que seu presente não vire "de grego". Mas não aproveite para comprar um aquário ou tartaruga. Aquários só de plantas e, se você tiver que comprar um animal, rejeite e vá para o abrigo escolher seu amigo.
Se tiver intimidade com o presenteado, leve à pessoa ao abrigo, vai ser inesquecível e sempre existe a possibilidade de doar ração e ainda voltar com um gato além do combinado.

Se a presenteada curte roupas vintage e estilosas, um presente de brechó pode ser o sonho dela. Eu tenho um vestido Lacoste original, década de 60, comprado por R$100,00 num brechó. Lenços e echarpes podem ser transformados em blusas, saias e até vestidos - um presente lindo e clássico, que se encontra em qualquer brechó.
Alguns homens também podem curtir, especialmente os da área de criação e artes, as camisas estilo "jogador de boliche 50´s", são encontradas em todas as cores, assim como chapéus Panamá, óculos escuros e até gravatas assinadas.
Lembre que cada calça jeans nova consumiu 42 litros de água pura em seu processo de produção.
O Natal é a época ideal para compras em bazares de caridade, várias instituições passam o ano todo recolhendo doações para a "grande venda de final de ano". Alguns são especializados inclusive em roupas assinadas por grandes estilistas internacionais e nem aceitam o que não seja de grife, esteja com etiqueta e em boas condições.
Muitos bazares e brechós trabalham exclusivamente com brinquedos e roupas de crianças, há blogs de trocas entre mães, já que crianças tradicionalmente "perdem" as peças de uma hora para outra.

Aqui no blog, são encontradas igualmente muitas dicas de sapatos e bolsas em materias alternativos, fugindo do couro, todos sob o marcador consumo consciente e até roupas feitas com algodão orgânico ou de pet reciclado, as grandes grifes estão aderindo, principalmente com camisetas e roupas esportivas.

Se o presenteado curte coisas para casa e está nessa fase, móveis antigos ou mesmo utilitários de época, como um gramophone e juke box, biombo ou baleiros, são muito charmosos. Decorei toda a minha casa com móveis de segunda mão encontrados nas Feiras do Lavradio e Pç XV, do século XIX aos anos 70, em madeira de lei e com muito estilo, sem derrubar mais árvores desnecessariamente. Obras de arte, como quadros e até lustres de cristal também são encontrados por menos da metade do preço do mercado de antiquariato convencional. O passeio pela feira para escolha do presente, já é um programa inesquecível para toda a família e pode mostrar às mesmas crianças consumistas que um mundo já existia antes da internet.

Presentes mais caros como jóias, também são válidos e fazem parte da tradição de muitas famílias. Eu não estimulo a compra de uma jóia nova, afinal todo processo mineratório é extremamente poluente e geralmente exploratório aos trabalhadores envolvidos. Mas ganhar uma jóia de família é muito sofisticado e demonstra que não existe a menor intenção de romper o vínculo. Se não for o caso da família ter jóias, há inúmeros leilões de jóias antigas ou mesmo penhoradas, onde as peças são encontradas inclusive a preço mais baixo. Alguns homens podem sonhar com abotoaduras em ouro e acharem diferente participar de um leilão onde serão presenteados.

Se for uma criatura prendada, do tipo que costura, borda, assa biscoitos, panetones, esmerilha pedrinhas e ainda entende de marcenaria e mecânica, faça seus presentes em casa. É muito mais charmoso e você ainda pode personalizar. Para quem gosta de chocolate: bombons caseiros. Para quem está de dieta: batons de urucum com manteiga de cacau ou uma linda saída de praia em crochê bordado à mão. Para quem tem casa fora: uma cesta cheia de vidros de geleias variadas. Tudo feito em casa e embrulhado por você.
O que não falta nesse blog são receitas, incluindo dos bombons e panetones, linkados abaixo. Para os batons, veja a postagem "Fazendo baton em casa". Para as geleias, busque no pesquisador da barra lateral, estão espalhadas e vão do cupuaçu com rapadura ao figo seco com pêra.

Sabendo marcenaria, um sonho meu, aproveite material de demolição, como portas e janelas em madeira de lei de casas antigas e faça lindos bancos, aparadores, encostos de cama. A série "A casa sustentável é mais barata" tem uma edição exclusiva de reuso de material de demolição, A casa sustentável é mais barata - parte 03 (material de demolição).
Eu mesma fiz uma estante e uma mesinha de cabeceira com caixotes de feira, veja melhor em "Comendo a ração que vende"

Nem todo presente precisa ser uma lembrança física, os presentes de uso vêm se mostrando uma tendência, principalmente entre jovens e idosos. Anuidades em academias, escolas de línguas, cursos de especialização ou hobbies em geral. Muitas vezes o presenteado quer (e precisa) aprender algo novo e trocaria todos as lembrancinhas pela oportunidade. Ingressos para jogos e consertos também são uma ótima opção.


Para presentes infantis sustentáveis, a postagem do Dia das Crianças, Para Brincar, traz dezenas de tutoriais e até um texto escrito por uma mãe brasileira que mora na Alemanha, mostrando a diferença entre as festas infantis daqui com as de lá. Não deixe de ler.



Faça pelo menos o embrulho em casa, embrulhe a caixa de papelão em retalhos de tecidos - como o furoshiki dos japoneses - um lenço ou fronha que não é mais usado, os classificados do jornal, amarre com fita ou barbante (dispense o durex, que não recicla) e arremate com uma flor e folha seca. Outra dica simpática é usar um saco de papelão tradicional de padaria, escrito "feito com carinho" e decorar o mesmo com desenhos, flores e galhos secos.

Quem souber fazer origami, pode decorar o embrulho mais simples com flores e pássaros, permitindo efeito tridimensional multicolorido.
Veja como fazer um embrulho para presente em papel jornal, decorando com galho de cedro e tsuru em origami. e um guia de furoshiki completo, com retalhos de tecidos, que permite até embalar garrafas de champagne.




Aproveite para enviar os cartões de Natal via email a quem tiver endereço eletrônico, assim economiza papel e o combustível fóssil usado na logística de transporte.

A Anistia Internacional todo ano convida seus voluntários a enviar emails desejando esperança e paz aos milhares de prisioneiros políticos e de consciência espalhados pelo mundo. Envie também os cartões de Natal online pela liberdade de expressão.

Se envia cartões de Natal em papel, priorize os lindos cartões de Natal pintados com a boca e os pés por artistas deficientes.







Para que o seu Natal seja mais leve e deixe uma pegada menor no planeta - afinal estamos entrando antes no cheque especial, siga as dicas do ano passado para a Ceia, atualizadas com tudo que foi postado ao longo desse ano:

Águas aromatizadas
Entradas para festas
Guardanapos de pano
Cozinha sem tupperware
Vinhos e bebidas orgânicas
Os pratos principais da Ceia
Rabanadas orgânicas e veganas
Incensos e aromatizadores de ambiente
Tudo sobre as bebidas de festa: Eu bebo sim!
Panetone Italiano, Xmas Fruit Cake e Bolo Português de maçã e amêndoas (orgânicos, integrais e sugar-free)



Encerro com minha árvore de Natal favorita, a Tree Cycle:


Em Sidney, na Austrália, construir árvores de Natal com objetos reciclados não é novidade. A cidade criou o enfeite com cadeiras empilhadas em 2008 e com garrafas em 2009. Este ano, no entanto, a montagem é ainda mais surpreendente. Isso porque os responsáveis utilizaram 100 bicicletas que iriam para o lixo para compor a árvore. As peças foram doadas por uma companhia local de reciclagem. Batizado de Tree-Cycle, o ornamento tem 23 metros de altura. As bikes foram pintadas com tinta-spray verde e os pneus foram coloridos. No topo, há uma estrela, também criada com partes das bicicletas. A árvore tem 23 metros de altura e é composta por 100 bicicletas antigas.






Para lembrar sempre: Natal não é sinônimo de shopping, cidra, panetone e tender
Espero que sua festa seja ótima, ela tem um significado lindo, comemora o aniversário de um rei dissidente da moral vigente e devidamente banido. Um rei cujo nascimento pobre foi acompanhado pelos animais da região e que recebeu como primeira visita, 3 magos guiados por uma estrela em noite escura do deserto.
O aniversariante foi um rebelde em seu tempo, rechaçado pelo Império vigente (Romano) e que escolheu viver cercado de prostitutas, pescadores, marceneiros e outros membros menos cotados da sociedade em que nasceu. Condenado à morte mais humilhante, espancado pela "polícia" e o povo, quando consultado, ainda escolheu salvar em ladrão violador de mulheres em seu lugar.




E se beber, não dirija. As épocas de festas, como final de ano e Carnaval, são as campeãs em acidentes de trânsito. Aproveite e vá doar sangue, os estoques já estão perigando. 
Já que as pessoas, que não se veem o ano todo, adoram arrumar motivo para se reunir em dezembro (como se o mundo acabasse dia 31), podem aproveitar e fazer o grupo da doação. Depois, saem para algum lugar e postam muitas fotos para as redes sociais, como sempre.



Boas ações:
Boa ação de Natal: Papai Noel dos Correios
Boa ação de Natal: O Natal Azul do Dr. Veit
Boa ação de Natal: Dando de comer a quem tem fome
Boa Ação de Natal: Cartões de Natal pintados com a boca e os pés
Boa Ação de Natal: Dê um destino nobre ao seu 13º, doe uma parte
Boa Ação de Natal: Anistia Internacional: cartões de Natal pela liberdade de expressão



Mais informação:
Para brincar
Verão Sustentável
Carnaval sustentável
Festas Juninas sustentáveis
Copa do Mundo sustentável
Dia dos Namorados sustentável
Páscoa em paz com o resto do mundo
Tapetes de Corpus Christi sustentáveis




Observação de setembro de 2011: agora, são 3 vira-latas na casa, a Pipa chegou em junho

6 comentários:

Mariana MT disse...

Lindo Carol!
Vou adicionar um link para esta postagem, numa postagem que fiz sobre consumismo.

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Valeu, Mariana
É sempre um prazer :-)

Sitio da Gaia disse...

Gostei muito do teu "natal sustentável " e te convido visitar o sitiodagaia-gaia.blogspot.com

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Olá, parabéns por manter um santuário de animais!
Visitei tb o site da venda de sementes orgânicas.
Vou divulgar algumas coisas mais à frente.
abs

Carlos Amaral disse...

A idéia dos cartões do Pintando com a boca e os pés é muito legal! Os cartões realmente são LINDOS (contribuo com a associação há alguns anos) e de muito bom gosto! Minha esposa é cadeirante, por isso adentrei no universo dos portadores de deficiência. E o trabalho deles, além da parte social maravilhosa, é de um primor e de qualidade ímpar! Paz, luz e sucesso pra vc! Beijos!

Anônimo disse...

Você é demais!
"Se todos fossem iguais a você, que maravilha viver". Feliz natal e sucesso em 2015...