segunda-feira, 21 de junho de 2010

Os vídeos da Wateraid que concorrem ao young lions em Cannes e outras campanhas ambientais premiadas

Vídeos da Campanha Wateraid - water and sanitation for all, que concorrem aos young lions em Cannes.






Estatística: 40% da população mundial vive sem saneamento básico e 1 pessoa em 8, sem acesso à água potável e em consequência, 4.000 crianças morrem diariamente por falta de saneamento básico.

Saneamento básico é o primeiro passo na direção contrária à miséria.







Flávio Vieira, do Energia Eficiente, postou sobre imagens de cunho ambiental que nos fazem refletir.

Gostei muito do post dele e lembrei com carinho do presente que Carol Areas, do Terapia Floral, me enviou há algumas semanas: imagens de campanhas premiadas.
Divido o presente da Carol com vocês, espero que gostem tanto quanto eu.


Essa campanha foi feita para a World Wildlife Fund. À medida que o papel acaba, o verde da América do Sul também vai embora, simbolizando o impacto ambiental que o uso de simples toalhas de papel é capaz de provocar, além de alertar para outros desperdícios que podem levar às mesmas consequências.



Esse anúncio utiliza o movimento da sombra no cartaz para demonstrar como o aquecimento global levará ao aumento do nível dos oceanos.



A Prolam Y&R, de Santiago, criou um enorme outdoor mostrando refugiados fugindo de uma enchente na Ásia, com dúzias de ar condicionados sobre a superfície do cartaz, que diz a seguinte frase: "O ar que esfria sua casa aquece o mundo".



"Veja quanto monóxido de carbono você deixará de emitir se não dirigir por um dia". Essa é a mensagem que aparece na gigantesca nuvem preta presa ao cano de escape de um carro depois de passar o dia sendo inflada pela fumaça expelida pelo automóvel.



Nesse anúncio, as árvores foram posicionadas para parecer pulmões. A área desmatada é um alerta, e a frase no canto diz: "Antes que seja tarde demais".



Essa campanha traz um slogan que gerou muita controvérsia: "O tsunami matou cem vezes mais que o 11 de Setembro. O planeta é brutalmente poderoso. Respeito-o. Preserve-o". O anúncio foi feito pela DDB Brasil e atribuído ao WWF, que negou qualquer tipo de participação na campanha, chamando-a de "ofensiva e de mau gosto".
Em tempo, segundo a Cartilha da SVB, a carnicicultura potencializou os efeitos do Tsunami, por ter devastado as áreas de manguezal originais.



A mensagem desse anúncio diz: "Você não pode ser lento em uma emergência. Aja agora pelo planeta".



Diesel, a fabricante italiana de roupas, colocou, no fim de janeiro, propagandas em jornais, revistas e outdoors que traziam modelos posando com roupas da marca em um mundo afetado pelo aquecimento global. Nas fotos acima, você vê o Cristo Redentor coberto de água até os pés e Nova York praticamente submersa.



SAFE é uma instituição de proteção aos animais que faz várias campanhas para expor e questionar a utilização desnecessária deles em experimentos e explorações comerciais. O anúncio acima tem como alvo o uso dos bichos como cachecóis, botas e outros produtos de couro e assim por diante.



"Use a eletricidade com sabedoria". Esse anúncio é da companhia de energia Eskom, da África do Sul.



Uma associação de proteção ao meio ambiente e sua agência de publicidade tiveram a ideia de colocar outdoors logo acima de buracos de esgotos para dar a ideia de que água suja é como cocô. Eles queriam despertar o cuidado das pessoas para com o ambiente por meio de fortes impactos visuais e até aversão física.



A campanha feita pela Sukle Advertising & Design, de Denver, tem como objetivo diminuir o desperdício de água. O slogan é: "A grama é burra. Regue dois minutos a menos. Seu gramado não vai notar".



"Pense em quanto isso consome antes de comprar". Imagens engraçadas de coisas "gordas" fazem propaganda de um site que permite calcular o consumo de energia desses aparelhos.



"A moda faz mais vítimas do que você pensa". Da Agência O&M, da Índia




Mais informação:
Reúso de águas cinzas na lavanderia
As campanhas da Surfrider Foundation
Vazamento de petróleo no Golfo do México
Indústria atinge meta de 100% de reúso de água.
Greenwashing – a mentira verde da publidade sustentável
Lima no Perú, é a primeira capital do mundo a possuir um outdoor capaz de gerar água potável retirando umidade do ar.

Nenhum comentário: