terça-feira, 22 de junho de 2010

Pizzas



Pizza é uma comida tradicional desvirtuada pelo junk food, faça essa delícia em casa e coma sem culpa.

Dos 10 piores "alimentos" para a saúde, os lanches servidos em redes de fast food constam em quase todos os itens: sorvete industrializado, salgadinho de milho industrializado, pizza pronta, batata frita, batata chips, salsichas, bacon, donuts, refrigerante convencional e dietético.

Uma boa massa de pizza não é difícil, mas pode levar mais tempo. Para quem gosta de pizza feita com pão árabe e não encontra marcas que não adicionem farinha branca, a saída é fazer o chapati que a Sônia ensina ou mesmo usar tapioca como base. A Cervejaria Devassa vende pizza de tapioca e é ótima, tem muita saída.

Para quem estiver com preguiça até de fazer uma base em tapioca, use pão 100% integral, como uma bruschetta. Eu adoro, faço direto, as vezes não leva nem molho de tomate. E acompanho de vinho e muito azeite, saudável e delicioso.


Receita básica de Massa:
1 tablete de fermento biológico
1 xíc de água
1/4 de xíc de óleo vegetal de boa procedência, tente usar azeites extra virgem orgânicos e aromatizados em casa e esqueça do óleo de soja
1 ovo caipira
2 xíc de farinha de trigo integral
1/2 col de chá de sal marinho
Amassa tudo e assa


Receita simples para massa:
1 xícara de farinha de trigo integral
1 colher de chá de fermento em pó
1 colher de sopa de azeite extra virgem
3\4 de xícara de chá de leite vegetal a sua escolha, use coco para dar um sabor mais pronunciado
Junte a farinha, o sal e o fermento em uma tigela grande.Faça um buraco no meio e coloque azeite e vá misturando com a ponta dos dedos.Junte o leite aos poucos e faça uma bola.Em uma superfície com farinha sove a massa por uns 2 minutos. Divida a massa em 04 e cubra com pano úmido. Deixe dar uma descansada de 10 minutinhos.Abra cada parte da massa em disco de 20cm de diâmetro.Aqueça uma frigideira e pincele um pouquinho de azeite.Coloque o disco na frigideira quente, faça furinhos com um garfo para circular o ar. Deixe 02 minutos de cada lado. Pronto a massa está pronta para o recheio de sua preferência.


Receita do Chapati:
3 a 4 copos de farinha integral
1 copo de água
1 col de sopa de azeite orgânico e caseiro
1/2 col de sopa de sal marinho
Amassa tudo e assa na mesma hr em panquecas finas





Para quem não quer comer carboidrato, quer aumentar a ingestão de vegetais ou mesmo estimular crianças e pessoas enjoadas a variar um pouco, use abobrinhas, berinjelas e até tomates e pimentões como base para sua pizza. O resto é recheio, bom senso e criatividade.






Sugestões de cobertura e recheio:

Marguerita ao alho e óleo
molho de tomate caseiro
muzzarela de bufala, cabra ou de vaca orgânico
tomate orgânico em rodelas
alho orgânico tostado previamente no azeite (a Taeq distribui e também é facilmente encontrado nas feiras de orgânicos)
orégano e manjerona seca
folhas de manjericão fresco


Al pesto
molho de tomate caseiro
muzzarela de bufala
tomate orgânico em cubinhos
molho pesto
folhas de manjericão fresco


Mediterrânea
molho de tomate caseiro
abobrinha, berinjela e pimentão amarelo em cubos
azeitona preta e queijo de cabra picados
orégano e manjerona seca
folhas de manjericão


Caipira
molho de tomate caseiro
frango caipira (a Korin é uma ótima marca, mas há vários produtores independentes nas feiras de orgânicos)
creme de milho caseiro (use espigas de milho orgânico debulhadas, evite o milho em lata - milho e soja são os campeões em transgênia - veja também como fazer cremes vegetais caseiros)
cebola em rodelas
azeitona verde
orégano e manjerona seca


Portuguesa
molho de tomate caseiro
muzzarela orgânica
linguiça de frango orgânica (a Korin produz também e, além da carne ser orgânica, não leva realçador de sabor como glutamato monosódico)
cebola em rodelas
pimentão vermelho e azeitonas pretas picadas
ovos caipiras cozidos
orégano e manjerona seca


Popeye
molho de tomate caseiro
creme de espinafre caseiro (faço o meu com espinafre orgânico refogado em alho, batido no liquidificador com pouca água e engrossado com aveia - veja como fazer os cremes de leites vegetais sem soja)
cogumelos hidratados ou frescos
queijo de cabra em cubos
orégano e manjerona seca


Nordestina
molho de tomate caseiro
abóbora cozida
carne sol caseira (grado criado solto, boi verde)
cebola em rodelas
queijo minas curado picado por cima ou muzzarela orgânica
orégano e manjerona seca


Romeu e Julieta
goiabada cascão na rapadura
queijo de Minas orgânico (o Vale da Palmeiras está disponível em muitos supermercados)


Carioca
banana orgânica em rodelas
queijo de Minas orgânico
canela da China em pó


Chocolate com morango
Nutella caseira
morangos orgânicos cortados ao meio
geleia de morango caseira
chocolate amargo picado


Tropical
pasta de tahine com melado de cana em partes iguais (leia sobre essa pasta idêntica à doce de leite quando aquecida e a manteiga de amendoim, quando em temperatura ambiente na torrada) - Se for alérgico à gergelim da tahine, tente a manteiga de castanha do Pará em huile de noix.
coco ralado
banana em rodelas e abacaxi em fatias


Maçã com canela
pasta de tahine com melado de cana em partes iguais ou a manteiga de castanha do Pará
maçã orgânica em fatias
canela em pó


Todos os legumes e frutas podem ser encontrados em versões orgânicas facilmente e os temperos a granel custam 10% do valor de mercado convencional (incluindo a farinha integral).
Algumas ervas como manjericão e orégano, são facilmente cultiváveis em hortas caseiras.
Sobre as carnes, ovos e lácteos, um animal criado solto sem hormônios e antibióticos, é a garantia de saúde para os que vão consumir. Já existem muitas marcas produzindo os cortes prontos e seus derivados, incluindo os queijos. Vale a pena em todos os sentidos, inclusive por saber que até o capim do pasto não pode ser tratado com agrotóxico, não devastando assim os lençóis freáticos, e que aquele rebanho específico, não está transformando a Amazônia em pasto - veja a Farra do Boi e fique a par do crime ambiental cometido pelos grandes frigoríficos. O custo é maior, o que leva a consumir menos, como se deve. Em tempo, 1kg de qualquer carne consome 15.000 lts de água em seu processo de produção, já 1kg de vegetais, apenas 1.500lts.
A listagem dos frigoríficos certificados está no Portal Carne Legal do MPF, mais informação em "Portal Carne Legal, a lista do MPE" e "Carnes orgânicas, o quê e como comer"


Para acompanhar,  fique de olho nas cervejas D.O.C., Vinhos orgânicos e biodinâmicos e fuja das bebidas prontas industrializadas. 1 litro de cada bebida industrializada consome em média 5 litros de água em todo o processo industrial, hidropirataria é crime ambiental e quem paga por essa diferença, é a população local.




Mais informação:
Food Inc.
Slow Food
Pão de queijo
Boteco, o filme
O mundo é o que você come
Mousses e pudins de chocolate
30 (e muitos) sorvetes caseiros orgânicos e sugar free


As fotos são google images e estão presentes em outros sites, aparecendo os autores, damos os créditos.

5 comentários:

Mariana M. Thomé disse...

Esta postagem me deu até fome!!!
P.S.: Seu blog já está devidamente indicado nas minhas recomendações e espero que através do link, muitas sejam as pessoas a te visitar! Não me canso de repetir: seu blog é incrível!

Ivete Florentino disse...

procunrando receita de sabão encontrei o seu blog
e simplesmente amei, encontrei receitas maravilhosas, vc é o máximo, minhas amigas vão adorar este blog.
23 de hunho de 2010

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Olá Mariana,
tb adoro o seu blog, estou seguindo e "retwittando" seus posts super descolados - muito bom!
Aliás, aproveito sua visita para perguntar como colocar esse aplicativo nos meus posts, gostaria de me retwittar tb ;-)

Olá Ivete,
seja bem vinda, espero que vc e suas amigas aproveitem, o legal de manter um blog é poder compartilhar.
Grande abraço,
Carol

Paula Calixto disse...

Amei essas receitas! Deu uma fome...

Carolina Daemon Oliveira Pereira disse...

Essa postagem dá fome, sim :-)